Pinhal: decreto determina multa para quem não cumprir medidas contra dengue

A Administração de Pinhal de São Bento tem promovido nos últimos dias uma intensificação no combate a dengue. O município vive uma infestação de dengue que tem levado muitos pinhalenses ao adoecimento. Nessa semana, diversas situações de descarte irregular de lixo e locais e espaço com criadouros de dengue foram flagrados pelos servidores do município.

Para o Ministério da Saúde o índice máximo de infestação é de 1.0, porém o município está em 6.4. Devido a esses índices alarmantes e que colocam em risco a vida da população pinhalense, o Comitê Combate à dengue aprovou adoção de medidas que origina o Decreto Municipal Nº 1025/2022 que determina a desativação das cisternas existentes nas residências e prédios urbanos e rurais pelo período de noventa dias, equivalente a dois ciclos de vida do mosquito Aedes Aegypti que é aproximadamente de quarenta e cinco dias.

Nesse período município promoverá vistorias e eliminação de eventuais criadouros do
mosquito Aedes aegypti, limpeza de todos os locais que apresentarem risco de criação e proliferação.

O decreto autoriza os agentes de combate ao Aedes, a fazer vistorias em todos os locais, inclusive notificar aos proprietários de imóveis sobre focos encontrados, determinando ações extermínio. Em caso de reincidência haverá aplicação de multas.

Fonte e foto: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *