Pesquisa da UFFS busca voluntários para responder avaliação sobre interação entre seres humanos, animais e covid-19

Para descobrir como a covid-19 pode afetar a relação entre os seres humanos e os animais, a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza está desenvolvendo uma pesquisa que busca avaliar essa situação na região sudoeste. Entretanto, para que o estudo avance é necessário a participação da população para responder um questionário sobre o tema.

Pessoas com mais de 18 anos podem participar da pesquisa por meio do link: https://bit.ly/pesquisauffs. O tempo de duração para responder as perguntas é de aproximadamente 10 minutos. Os participantes também recebem orientações quanto aos cuidados a serem tomados com os animais de estimação neste período de pandemia, outro objetivo do estudo. Em caso de dúvidas sobre o tema, o telefone para contato é (46) 99980-7890.

A orientadora do estudo, professora Tatiana Champion, explica que cães e gatos raramente manifestam a covid-19, porém aqueles que contraíram a doença apresentaram sinais brandos e baixa carga viral. “Houve registro de cães e gatos contaminados pelo coronavírus por meio de contato com humanos infectados, principalmente animais que dividem a cama com seus tutores. Também se sabe que gatos são mais susceptíveis à doença, mas não há comprovação definitiva da transmissão entre gatos, assim como dos animais para os seres humanos”.

A professora recomenda que os tutores mantenham os animais em casa, evitando acesso à rua. “Aos tutores que positivaram para covid-19 também é recomendado o isolamento dos animais, assim como a importância de sempre higienizarem as mãos antes e após manipular o animal”, orientou. Ainda, segundo Tatiana, “a interação entre homem e animal é extremamente benéfica, sobretudo diante dos transtornos psicológicos gerados em período de pandemia”, destacou.

Além de buscar compreender os impactos da pandemia para as pessoas e os animais, a partir das respostas enviadas, serão produzidos materiais informativos, como vídeos e banners, contendo informações sobre coronavírus e Saúde Única, conceito que traduz a união indissociável entre a saúde animal, humana e ambiental. Ainda são objetivos da pesquisa: caracterizar a população canina e felina, avaliar os benefícios dos animais de companhia para os tutores e avaliar possíveis alterações comportamentais, sob ótica de tutores, durante o período de isolamento social.

A pesquisa intitulada “Avaliação da interação homem e animal em tutores positivos para Coronavírus (SARS-CoV-2) e instrução de medidas profiláticas à disseminação do vírus na região sudoeste do Paraná” é desenvolvida pelas acadêmicas de Medicina Veterinária da UFFS Stefanie Lazzaretti, Danielli de Oliveira Loeve e Julia Pereira da Silva, além das mestrandas do Programa de Pós-Graduação em Saúde, Bem-Estar e Produção Animal Sustentável na Fronteira Sul (PPG-SBPAS) Estela Dall’Agnol Gianezini e Tainá Minuzzo.

O estudo é vinculado ao projeto de extensão “Prestação de serviços médicos veterinários à comunidade de Realeza/PR e região e treinamento acadêmico na rotina hospitalar veterinária” e tem apoio da Fundação Araucária, da Secretaria Municipal de Saúde de Realeza e do PPG-SBPAS.

Site para responder o estudo: https://bit.ly/pesquisauffs

Fonte e foto: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *