Selo Clima Paraná bate recorde de adesão de empresas

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo reconheceu nesta quarta-feira (09) as boas práticas ambientais de 46 empresas com o Selo Clima Paraná 2020. O programa é uma iniciativa para incentivar os empreendimentos no Estado a medirem, divulgarem e reduzirem os níveis de emissão de gases do efeito estufa (CO2), potencializadores do aquecimento global e das mudanças climáticas.

O projeto, que está na 6ª edição, é uma parceria da secretaria estadual com a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e tem a maior adesão desde o lançamento, em 2015, apresentando crescimento anual de empresas inscritas. Na primeira edição 21 receberam a classificação.

Para o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, o programa ajuda a agregar valor de mercado e garantir negócios internacionais para as empresas do Estado. “O Governo dá subsídios para o empresariado porque é ele quem garante os empregos e gera renda para a população paranaense, ou seja, quanto mais prósperas as corporações, mais renda para o povo”, afirma.

O secretário destacou, ainda, que também é preciso prestar atenção aos sinais do meio ambiente. “Não há a possibilidade de ter desenvolvimento hoje sem a sustentabilidade. É necessário cuidar e recuperar o meio ambiente ao mesmo tempo em que o Estado se desenvolve”, completou.

CRITÉRIOS – O Selo Clima Paraná possui três categorias e diferentes critérios para classificar as empresas. A modalidade Original é concedida àquelas com um inventário simplificado de emissão de gases, como forma de reconhecer um primeiro passo no compromisso com a redução de CO2. O Selo Ouro abrange os empreendimentos com inventários completos e auditados por empresas terceiras.

As empresas que avançaram mais são reconhecidas com o Selo Ouro Plus, conferido às entidades que, além de possuírem os inventários auditados, comprovam a redução de gás carbônico de acordo com os valores e diretrizes definidos pelo Acordo de Paris. Neste ano, quatro organizações foram agraciadas com esta modalidade do programa.

ORGULHO – “O Selo Clima é algo que as organizações ostentam com muito orgulho, principalmente as empresas nossas, paranaenses, que trabalham com exportação”, afirma o diretor de Políticas Ambientais do Instituto Água e Terra (IAT), Rasca Rodrigues. Ele reitera o pioneirismo da iniciativa, que faz parte do Programa Estadual de Mudanças Climáticas.

Com a conquista do certificado Ouro Plus, a representante da Copel, Luisa Cristina Tischer Nastari, ressaltou que a sustentabilidade é um dos focos da empresa. “A Copel tem um trabalho grande na área de sustentabilidade e tem se dedicado há muitos anos nesse ramo. Para nós é muito importante e receber esse selo é uma grande satisfação”, disse.

Merecedora da categoria Ouro, a Klabin faz parte do Selo Paraná desde o início do programa. “Já conquistamos as categorias Ouro e Ouro Plus, mas o mais importante desse projeto é o benefício que ele traz para a sustentabilidade e para o nosso Estado”, destacou Henrique Luvison, coordenador de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Klabin.

Com a conquista do Selo Original, o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Cesar Gonchorosky, afirmou que essa é uma oportunidade para crescer ainda mais no Selo Paraná e diminuir a emissão de gás carbônico.

“É um grande prazer para a companhia ser reconhecida cada vez mais por sustentabilidade. As mudanças climáticas e a estiagem pela qual estamos passando atualmente é, talvez, o símbolo maior que possamos sentir das mudanças climáticas. Precisamos nos unir e pensar como queremos viver nesse Planeta em 2050”, disse.

Este ano, a cerimônia de premiação foi on-line, devido à pandemia do novo coronavírus. As empresas receberão os certificados pelos Correios.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *