Paraná garante vacina para 90% dos trabalhadores da saúde

O Paraná vai conseguir imunizar cerca de 90% dos trabalhadores da saúde com as novas doses de vacina contra a Covid-19 distribuídas nesta quinta-feira (25) pelo Governo do Estado. Foram encaminhadas 134.900 aplicações (32.400 CoronaVac e 102.500 AstraZeneca) para as 22 Regionais de Saúde, responsáveis por repassar a remessa para os 399 municípios paranaenses – a previsão é que o material esteja disponível para todas as cidades até o fim desta sexta-feira (26).

Desse total, 25.500 doses do produto elaborado pela AstraZeneca/Oxford foram separadas para atender exclusivamente os profissionais da saúde de 13 cidades que integram 10 Regionais de Saúde. A secretaria estadual selecionou os municípios de Curitiba, Londrina, Cascavel, São José dos Pinhais, Ponta Grossa, Maringá, Foz do Iguaçu, Arapongas, Umuarama, Paranavaí, Guarapuava, Campo Largo e Apucarana.

“Vamos bater na casa dos 90% dos trabalhadores da saúde cobertos pela vacinação em todo o Paraná, com a perspectiva de fechar esse grupo prioritário nos próximos dias. Já garantimos a imunização por completo de toda a comunidade indígena e também daqueles idosos que residem em instituições de longa permanência”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. “Estamos preparados para vacinar 1 milhão de pessoas em menos de duas semanas, mas ainda não temos as doses suficientes”.

As vacinas integram o quinto lote repassado pelo Ministério da Saúde ao Paraná, composto por 167.300 doses. O medicamento desembarcou no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na quarta-feira (24). Deste montante, 32.400 imunizantes produzidos pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan permanecerão armazenados no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), garantido a imunização por completo de quem receber a primeira dose – o intervalo entre aplicações é de 15 a 28 dias de acordo com a bula do medicamento.

Até o momento, destacou Beto Preto, o Paraná foi contemplado com 706.200 doses pelo Governo Federal, dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI). Quantitativo que deve aumentar até o início da próxima semana. De acordo com o secretário, o Ministério da Saúde se comprometeu em reunião por videoconferência nesta quinta-feira (25) a enviar uma nova remessa de CoronaVac nos próximos dias. O órgão, porém, não informou a data e a quantidade que será disponibilizada.

“Estamos em constante discussão com o Ministério da Saúde porque achamos que há um gap, que o Paraná precisa receber um quantitativo um pouco maior quando comparamos com outros estados do País”, disse.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *