Homem é preso após furtar carteira de funcionária nas dependências da Delegacia da Mulher

A Polícia Civil, através da Delegacia da Mulher e da Denarc – Núcleo Pato Branco, prendeu na manhã de quarta-feira (12), um suspeito de praticar um furto nas dependências da Delegacia da Mulher em Pato Branco na manhã da última segunda-feira (10).

O crime somente foi descoberto na tarde de terça-feira, quando a carteira da funcionária que faz a limpeza na Unidade foi encontrada, vazia, na lixeira do banheiro masculino. Através das imagens captadas pelas câmeras de monitoramento foi possível visualizar a ação.

Segundo a polícia, o autor, aproveitou um momento em que a porta dos fundos permaneceu aberta, entrou na Unidade e furtou a carteira da mochila da zeladora, que estava no depósito e em seguida, fugiu pelo mesmo local. Na carteira estava todo o salário do mês, que ela usaria naquela tarde para pagar suas despesas, tais como aluguel, mercado entre outros.

Após diligências, a equipe policial localizou o suspeito hospedado em um hotel da cidade, nas proximidades do local do crime. A policia constatou que ele fez check-in no mesmo dia do furto. Com ele foi apreendido um celular novo (adquirido no mesmo dia do furto, pelo valor de R$ 500,00, fato constatado através da nota fiscal com ele encontrada) e a quantia de R$ 667,00 em dinheiro.

O suspeito disse que estava dormindo nas ruas, pois estava desempregado e sem dinheiro, mas questionado sobre o furto, disse não lembrar do ato, alegando estar embriagado naquele momento. Ao ser abordado, o suspeito estava utilizando uma bicicleta e diante das contradições para explicar sua origem, a equipe desconfiou da procedência ilícita e, com auxílio da imprensa, conseguiu rapidamente localizar o proprietário.

Ele disse que a bicicleta havia sido furtada de sua residência na noite de domingo (09). O suspeito disse ter comprado na praça, de uma pessoa desconhecida, por valor muito abaixo do mercado, e que suspeitou ser produto de crime, mas precisava dela para trabalhar, já que pretendia procurar um emprego.

Ele foi preso em flagrante pelo crime de receptação da bicicleta e foi instaurado inquérito policial para apurar o crime de furto, porém foi solto poucas horas depois, mediante liberdade provisória sem fiança, pois segundo a decisão que o libertou, a precariedade de sua situação financeira, em razão do desemprego, justifica a isenção.

Fonte: Portal PPNews – Foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *