Forças de segurança fiscalizam 3,5 mil estabelecimentos e prendem 281 pessoas

Em todo o Paraná, desde o início da vigência das restrições decretadas na sexta-feira (26) pelo Governo do Estado, as forças de segurança já fiscalizaram 3.597 estabelecimentos comerciais, dos quais 136 foram interditados e 82 multados por irregularidades relacionadas à pandemia. O balanço desta sexta-feira (5) aponta ainda a prisão de 281 pessoas por descumprimento das normas.

O secretário estadual da Segurança Pública, Rômulo Marinho Soares, afirmou que a medida visa diminuir o avanço da Covid no Estado e liberar leitos de UTI em hospitais. “Pedimos a colaboração de todos neste momento para que possamos juntos cuidar da saúde da coletividade”, disse. “Precisamos da ajuda e da conscientização da população, agimos por operação pró-ativa, mas a denúncia é de suma importância, por isso pedimos que o cidadão utilize os canais 181 e 190. Nossa primeira abordagem é de orientação, mas caso haja resistência, precisamos tomar as providências cabíveis”.

Durante as ações da operação especial, houve, ainda, a apreensão de 66 adolescentes, 14 armas de fogo, 38 equipamentos, 63,4 quilos de drogas e 1.934 unidades de drogas sintéticas ou em porções em todo o Estado. A ação também apreendeu 96 veículos e recuperou outros 16.

Neste período foram 1.762 denúncias de perigo de contágio de doença, das quais 351 viraram ocorrências policiais, após a constatação do fato por equipe policial. As equipes também agem de maneira preventiva e orientativa, e neste sentido, houve 1.042 ações de dispersão de aglomeração de pessoas. No período, 158 pessoas foram multadas por irregularidades.

Apenas nesta quinta-feira (4) foram 437 estabelecimentos fiscalizados e 31 interditados, mesmo com quase uma semana de vigência das novas medidas restritivas, além de 38 denúncias confirmadas. Entre as ações desmobilizadas estiveram uma aglomeração de pessoas em conjuntos como bares e restaurantes.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *