Criança sofre assédio após participar de jogo on-line em São João

Compareceu na manhã de segunda-feira (23), no Pelotão da Policia Militar de São João, sudoeste do Paraná, o pai de uma criança de 9 anos, relatando que sua filha passou a receber mensagens com cunho sexual através do aplicativo WhasApp de uma pessoa que se identificou como “Léo”.

Segundo o pai, nas mensagens o homem pedia para que sua filha enviasse fotos, pedindo para casar com ela, pedindo sobre as características físicas da menor e questionando com que roupa estava vestindo. O pai da menor disse aos policiais que perguntou para ela como havia começado a conversar com aquela pessoa e a menor respondeu que cadastrou seu número no jogo on-line chamado “HAGO” e que a partir daí “um jogador” passou a conversar com ela, que ele encontrou o número dela no jogo.

O pai da menor foi orientado quanto aos procedimentos cabíveis ao fato, sendo encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de São João.

A Polícia Militar alerta os pais para orientarem os filhos, explicando sobre os males encontrados na internet. Nunca se deve deixar a criança ou adolescente trancado no quarto navegando pela internet sem supervisão.

Alguns jogos permitem que os participantes troquem mensagens mesmo sem se conhecer. E é nesse anonimato que os criminosos se aproveitam, criam perfis falsos em redes sociais, utilizam de linguagem de fácil entendimento para conseguirem a confiança das crianças e adolescentes.

Os pais devem ficar atentos e redobrarem a atenção sobre o conteúdo acessado, o tempo de uso dos eletrônicos e das vulnerabilidades que aumentam os riscos no ambiente cibernético.

Fonte: Portal RBJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *