Começa etapa de enchimento do reservatório da PCH Bela Vista em Verê

A Pequena Central Hidrelétrica Bela Vista recebeu autorização ambiental do Instituto Água e Terra (IAT) e inicia, nesta quarta-feira (7), os procedimentos para enchimento do reservatório. O empreendimento está sendo instalado pela Copel no rio Chopim, entre os municípios de Verê e São João, no Sudoeste do Paraná.

Com R$ 224 milhões em investimentos, a PCH Bela Vista também inicia neste mês a etapa de testes pré-operação na primeira das três unidades geradoras de energia (comissionamento). A usina terá 29,8 MW de capacidade instalada, vai produzir eletricidade para atender cerca de 100 mil pessoas e entrará em operação antes do prazo previsto pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A preparação para a formação do reservatório começa nesta quarta-feira, mas os trabalhos podem durar até uma semana, dependendo da vazão do rio Chopim e das condições climáticas na região. O primeiro passo é testar o funcionamento das comportas que vão permitir o represamento de parte da água que chega à barragem da PCH.

Essas comportas irão fechar os vãos de concreto construídos na margem esquerda e que serviram para desviar o fluxo do rio durante a construção da barragem.

Com isso, a vazão de água abaixo da barragem será reduzida ao limite mínimo permitido pelo IAT e a área destinada ao reservatório será alagada. Quando a represa atingir o nível máximo previsto em projeto, a vazão do rio Chopim será regularizada já nas condições esperadas para a fase de operação da Usina.

O reservatório terá área de 266 hectares – sendo que, deste total, 177 hectares correspondem ao espaço já ocupado naturalmente pelo rio. Então, a previsão de alagamento é de somente 89 hectares. Ao redor de toda a represa, será mantida uma faixa de 100 metros de vegetação compondo a área de preservação permanente.

SEGURANÇA – Como medida de segurança, durante o período de realização de manobras para formação do reservatório, a população deve ficar longe das áreas desapropriadas pela PCH, que serão alagadas. Também é importante evitar o uso do rio para pesca (embarcada ou de barranco) e atividades de lazer, em especial nas áreas próximas às estruturas da hidrelétrica.

A energia a ser gerada na hidrelétrica será levada até a subestação existente em Dois Vizinhos através de uma linha de distribuição em alta tensão (138 mil volts) com 18 km que passa por Verê, São Jorge D’Oeste e Dois Vizinhos.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *