Autuações por excesso de velocidade crescem 507% nas rodovias estaduais no 1º semestre

Um balanço divulgado nesta segunda-feira (19) pelo Batalhão de Polícia Rodoviária, unidade da Polícia Militar do Paraná, aponta aumento de 507% nos registros de excesso de velocidade e de 27% de prisões por embriaguez ao volante nas estradas estaduais no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2020.

O levantamento também mostra que o trabalho de prevenção a crimes nas rodovias resultou na apreensão de quase 20 toneladas de drogas e no crescimento de 120% nas apreensões de armas de fogo. O número de prisões feitas pelo batalhão no período, somando autuações de trânsito e combate ao narcotráfico, subiu de 196 no primeiro semestre do ano passado para 257, um aumento de 31%.

A fiscalização reforçada em pontos estratégicos da malha estadual e o uso de etilômetros resultaram no crescimento de registros de infrações relacionadas à direção sob influência do álcool (artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro-CTB) e de crimes mais graves de embriaguez ao volante, em que o motorista tem sua capacidade psicomotora alterada (artigo 306 do CTB).

Segundo o estudo do batalhão, nos primeiros seis meses deste ano foram lavrados 199 autos de infração para motoristas sob influência do álcool, contra 175 lavrados em 2020 – um aumento de 14%. Já nos casos mais graves, o crescimento foi de 83 casos (2020) para 105, acréscimo de 27%.

VELOCIDADE – O excesso de velocidade é uma das maiores preocupações do Batalhão Rodoviário. No primeiro semestre houve maciça aplicação de radares móveis para flagrar motoristas irresponsáveis.

“Esta infração ainda é a maior inimiga a ser combatida nas rodovias estaduais e, nesse aspecto, temos conseguido evitar acidentes de maior gravidade a partir das fiscalizações e autuações”, afirmou o comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária, tenente-coronel Wellenton Joserli Selmer.

O resultado deste trabalho foi o registro de 177.875 imagens de excesso de velocidade, aumento de 507% se comparado com o mesmo período de 2020, quando foram 29.324 imagens registradas.

O número também é explicado pelo reforço na presença dos policiais militares nas rodovias estaduais e as autuações a condutores e veículos irregulares passou de 57.050 no primeiro semestre de 2020 para 73.317 no mesmo período deste ano, acréscimo de 29%.

O tenente-coronel Selmer explica que o crescimento expressivo nos registros de imagens de radares eletrônicos e autuações está relacionado às operações desenvolvidas pela unidade ao longo destes meses.

“Desencadeamos a Operação Ciclo, que parte de um levantamento feito pelo nosso setor de planejamento sobre os locais e os horários com maior incidência de acidentes de trânsito nas rodovias estaduais, principalmente as que cortam as cidades e, a partir disso, readequamos os pontos em que nosso efetivo será aplicado, além da inserção de radares onde a sinalização permite”, explicou.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *