Ampére pode ter praça de pedágio, segundo plano de concessão

O novo modelo de concessão de rodovias no Paraná foi apresentado nesta semana em encontro realizado em Curitiba. O projeto foi estruturado pela Empresa de Planejamento e Logística, ligado ao governo Federal, e contempla 3,3 mil quilômetros de vias. A nossa reportagem teve acesso ao documento apresentado pelo Ministério da Infraestrutura em encontro com autoridades e lideranças estaduais, entre eles o vice-governador Darci Piana e deputados federais.

Ampére seria umas das cidades que receberia uma praça de pedágio. Pelo documento que foi apresentado no encontro, a PR 182 que passa pelo município, seria duplicada. A nossa reportagem entrou em contado com a Empresa de Planejamento e Logística para buscar mais informações, mas a assessoria de imprensa da EPL informou que “o projeto de concessão das rodovias do Paraná, com estudos realizados pela EPL, encontra-se em análise pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Tão logo haja um posicionamento sobre os estudos divulgaremos os mesmos”.

Uma informação que já foi anunciada durante a apresentação do estudo em Curitiba é que o custo da tarifa na praça de pedágio em Ampére seria de R$ 8,62.

O início da etapa de audiência pública está marcado para o dia 2 de fevereiro – e leilão previsto para o 4º trimestre de 2021.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *