Agências do Trabalhador concentram 30% das liberações de microcrédito da Fomento Paraná

A parceria entre a Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e a Fomento Paraná, firmada em abril de 2021, com objetivo de ampliar a oferta de crédito nas Agências do Trabalhador, já apresenta bons resultados em um ano de atividades. O volume de microcrédito contratado por meio das agências para pequenos negócios, principalmente por empreendedores informais e MEIs, já representa 30% das operações contratadas pela Fomento Paraná.

“Essas pessoas muitas vezes perderam o emprego ou tinham um pequeno comércio e com a pandemia passaram por dificuldades. Com a oferta de microcrédito nas Agências do Trabalhador, os empreendedores podem abrir novos negócios ou recuperar o que já tinham, e com isso gerar outros empregos”, afirma o secretário Ney Leprevost.

Desde abril de 2021, em torno de R$ 20 milhões foram contratados em operações de microcrédito a partir de Agências, sendo mais de R$ 2,5 milhões em contratos que beneficiaram 200 empreendedores somente a partir do atendimento na unidade de Curitiba ou nas ações promovidas pela Sejuf na Feira da Cidadania, em bairros da Capital.

“Como era esperado, a parceria com as Agências do Trabalhador é muito importante para orientar e atender as pessoas que precisam de um crédito para poder tirar um projeto do papel e exercer uma atividade empreendedora e melhorar a renda da família”, afirma o presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves.

Das 216 unidades localizadas no Paraná, pelo menos 60 já possuem agentes de crédito capacitados e autorizados a operar com as linhas de microcrédito da Fomento Paraná, como o Banco do Empreendedor e Banco da Mulher Paranaense. Esta é uma das ações do Programa Recomeça Paraná, que tem como objetivo ampliar a geração de emprego e renda para fortalecer a retomada da atividade econômica.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *