Acidentes de trânsito e casos graves de Covid voltam a ocupar as UTIs

A ocupação de leitos de UTI no maior hospital da região acende um alerta sobre a necessidade de cuidados no trânsito e com a pandemia. No último fim de semana, cresceu o número de internamentos tanto nos leitos gerais quanto nos da ala Covid do Hospital Regional Walter Pécoits, em Francisco Beltrão.

O dia mais turbulento para a unidade foi na sexta-feira, quando 16 pacientes chegaram ao hospital, encaminhados pelo Samu, segundo a diretora Cíntia Ramos. Somente na sexta, à noite, foram oito pessoas atendidas em estado grave. “Foi uma demanda extremamente alta, pacientes graves, casos complexos, de politrauma”, disse Cíntia em entrevista à Rádio Onda Sul, ontem.

Além dos acidentes, o aumento dos casos graves de Covid tem contribuído para a maior ocupação dos leitos de UTI do Regional. De acordo com Cíntia, há pelo menos dez dias o índice de ocupação estava abaixo da metade e ontem chegou a 78%, com 28 pessoas internadas. A paciente mais jovem na unidade é uma adolescente de 14 anos. “É algo que vem preocupando devido ao aumento das internações. Só no sábado foram seis novos pacientes graves na ala Covid; vamos monitorar e acompanhar”, detalhou.

A diretora do hospital fez um alerta quanto ao aumento dos atendimentos e ressaltou a necessidade de não abrir mão dos cuidados básicos na prevenção da Covid e da atenção no trânsito. Cíntia destaca que neste mês iniciou o cronograma de férias dos profissionais de saúde, que estão dedicados desde o início de 2020 no atendimento das demandas gerais e, principalmente, da pandemia, além da retomada de cirurgias eletivas. “Não queremos criar pânico, mas é nosso dever informar sobre a situação das hospitalizações. Estamos com 78% de ocupação na ala Covid e quase 100% nos leitos gerais, aliada à grave situação do trauma que a gente tem vivenciado no Sudoeste”, pontuou.

Fonte e foto: Jornal de Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *