Vereadores de Francisco Beltrão arquivam projeto que criava novos cargos

Não foi desta vez. Os 13 vereadores de Francisco Beltrão mudaram de ideia numa semana e decidiram pelo arquivamento do projeto de lei que criava 14 cargos comissionados.

O pedido de arquivamento da matéria foi feito na sessão de ontem, pelo vereador, líder do governo, Silmar Gallina (PSDB). Antes, Rodrigo Inhoatto (PP) havia sugerido a retirada do projeto por 60 dias e a convocação de uma audiência pública para debater com a sociedade. A proposta foi rejeitada.

Pelo menos duas vezes o presidente da Câmara, Quintino Girardi (PSC), teve que pedir silêncio para o público, que reagiu à tentativa de postergar a votação final, em seguida à fala de Rodrigo.

“Tão querendo enganar, depois vão votar no feriado”, “queria ver dizer isso no tempo da eleição”, “tem que acabar isso hoje, aqui”, foram algumas frases ditas.

Na semana passada, na justificativa, os parlamentares municipais argumentaram que o objetivo dos novos cargos era pela “melhoria do papel institucional do Poder Legislativo, das atividades parlamentares e do atendimento à população. Salientamos que o presente projeto de lei é fruto de profunda análise das reais necessidades do Poder Legislativo Municipal, a fim de aprimorar as atividades legislativas e institucionais da Câmara de Vereadores”.

A sociedade se indignou e ameaçou se manifestar em frente ao Legislativo. Ex-vereadores também opinaram pelas redes sociais e no Jornal de Beltrão: “Lutei com todas as forças, quando fui vereador, para diminuir diárias, gastar menos com publicidade, entre outras lutas. Essa é a melhor Câmara? Essa foi a renovação? Pra mim isso é uma vergonha” (Aires Tomazoni). “Quando vi isso, o sentimento foi de nojo e de revolta” (Daniela Celuppi). “Em plena pandemia? Isso não é possível” (José Carlos Kniphoff).

Daí, no fim de semana, um grupo de vereadores emitiu um novo parecer sobre o assunto: “Sentimos que existe um clamor da sociedade organizada e da população de Francisco Beltrão que este não é o momento ideal para o aumento da estrutura funcional do Poder Legislativo”.

Os atuais 13 vereadores são Quintino Girardi (PSC, presidente), Anildo Krug (PSDB, vice-presidente), Rodrigo Inhoatto (PP, 1º secretário), Cidney Barbiero (PSB, 2º secretário), Tiago Correa (PSDB), Valmir Dile Tonello (PV), Jean Emiliano (MDB), Ronaldo Bizotto (PSC), Júnior Nesi (PSDB), Oberdan Saretta (PSDB), Silmar Gallina (PSDB), Ivanir Tupy Prolo (PP) e Pedro Tufão Filho (União Brasil).

Fonte e foto: Jornal de Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *