Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.
Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.

Universidades estaduais e Itaipu assinam parceria para ações de extensão em sustentabilidade

As universidades estaduais do Paraná firmaram nesta sexta-feira (3) parceria com a Itaipu Binacional e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), com foco no desenvolvimento de projetos de extensão em sustentabilidade. A iniciativa prevê aporte de R$ 24 milhões para apoiar 200 projetos e financiar a concessão de até mil bolsas-auxílio, no valor de R$ 700 para estudantes de graduação e R$ 1,4 mil para professores. As propostas podem ser enviadas a partir desta segunda-feira (6) até o dia 2 de junho, exclusivamente pela Internet.

O termo de cooperação foi assinado pelos reitores em cerimônia na Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Norte do Paraná, com a presença do secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, e do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Enio Verri. A parceria tem amparo em um programa denominado Extensão para Sustentabilidade Territorial, com expectativa de alcançar um público superior a 200 mil pessoas em mais de 200 municípios do Paraná e Mato Grosso do Sul.

Com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), o objetivo é fomentar a curricularização da extensão nas instituições de ensino superior e incentivar a produção de soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável. O resultado de projetos selecionados está sinalizado para julho, com início das ações em setembro.

O secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Nelson Bona, ressalta que a extensão universitária impacta de forma positiva a comunidade acadêmica e a sociedade. “As ações extensionistas aproximam o conhecimento acadêmico da realidade social, possibilitando que estudantes, professores e pesquisadores possam vivenciar os desafios da comunidade e exercitar o aprendizado técnico na busca de soluções efetivas para as pessoas”, afirma. “Os alunos aprendem com a prática e desenvolvem uma visão crítica e engajada, aplicando o conhecimento teórico em demandas reais da sociedade”, explica o gestor.

Segundo o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Enio Verri, o intuito é impulsionar a extensão universitária, contribuindo para o desenvolvimento científico, tecnológico para a promoção da sustentabilidade. “Não existe política de desenvolvimento econômico e social sem a participação da ciência e, pensando no futuro, queremos priorizar a questão ambiental e a inclusão social, de forma que a participação da academia é fundamental”, pontuou.

O programa de Extensão para Sustentabilidade Territorial da Itaipu complementa um edital publicado pelo Governo do Paraná, no mês passado, que destinou recursos da ordem de R$ 9,7 milhões para o fomento de ações extensionistas, nas sete universidades estaduais.

SELEÇÃO – Os projetos devem estar alinhados com, pelo menos, dois dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), um plano global para erradicar a pobreza e promover a qualidade de vida das pessoas. Os planos de trabalho serão avaliados nos temas: agricultura familiar, extensão rural e agroecologia; comunidades indígenas; educação ambiental; energias alternativas; gestão de bacias hidrográficas; gestão de resíduos sólidos; piscicultura; plantas medicinais e fitoterápicos; e saneamento rural e urbano.

De acordo com o edital, o prazo é de, no máximo, um ano para a execução dos projetos, contemplando entre dois e quatro alunos e um professor coordenador. Além da concessão de bolsas, as propostas selecionadas também receberão apoio para aquisição de recursos tecnológicos, com limite de três notebooks por projeto, para o desenvolvimento das atividades.

PARCERIA – O convênio foi assinado no início deste mês, envolvendo as universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Centro-Oeste (Unicentro), do Norte do Paraná (UENP) e do Paraná (Unespar). A iniciativa também contempla as universidades federais do Paraná (UFPR), Tecnológica (UTFPR), da Integração Latino-Americana (Unila), da Fronteira Sul (UFFS) e o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR); e Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mandaguari (Fafiman). A parceria abrange, ainda, quatro instituições públicas de ensino superior do Mato Grosso do Sul, estado vizinho que faz parte da região Centro-Oeste do Brasil.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

slot gacor slot gacor situs toto situs toto situs toto slot gacor slot gacor bento4d toto slot slot gacor situs toto situs togel cabe4d slot gacor slot gacor slot gacor