Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.
Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.

Salário dos trabalhadores paranaenses cresce 6,2% no primeiro trimestre de 2023

O rendimento médio mensal dos trabalhadores paranaenses cresceu 6,2% no 1º trimestre de 2023, em comparação ao valor registrado nos últimos três meses do ano passado, já com o desconto da inflação. Com um valor efetivamente recebido de R$ 3.290 mensais, considerando apenas a atividade principal, contra R$ 3.098 no trimestre anterior, o rendimento médio no Estado superou o rendimento médio do País, que alcançou R$ 3.057 no período, com alta real de 5,7%.

Os dados foram levantados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua), divulgada na quinta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O diretor-presidente do Ipardes, Jorge Callado, avalia que o aumento dos salários no Paraná está diretamente relacionado ao aquecimento do mercado de trabalho local. “Com uma taxa de desocupação baixa, pouco mais de 5%, era esperada a elevação real dos salários no Estado, estabelecendo uma melhor condição de bem-estar à população”, analisa.

Houve variação positiva no salário médio na maior parte dos setores da economia, com destaque para o de serviços, que cresceu 16,1% no primeiro trimestre. Também tiveram aumento no rendimento as pessoas que trabalham com serviços domésticos (14,9%), na administração pública (13,2%), empregados do comércio (12%) e da indústria da transformação (8,8%).

Além disso, o rendimento médio aumentou em todas as faixas etárias, sendo que tanto os jovens trabalhadores como os mais experientes tiveram ganhos expressivos na remuneração.

Entre os ocupados com 60 anos ou mais, houve elevação real de 13,2% do salário médio, enquanto que no grupo de 14 a 17 anos, o aumento foi de 13,1%. A seguir, surgem as faixas etárias de 18 a 24 anos, com ganho de 9,9%; de 25 a 39 anos, que cresceu 5,5%; e de 40 a 59 anos, com aumento de 5,1%.

Já o salário médio das mulheres evoluiu mais que o rendimento dos homens, registrando percentual de 9,1% entre janeiro e março de 2023, na comparação com o trimestre anterior, chegando à remuneração média de R$ 2.832. O aumento salarial dos homens foi de 4,4%, alcançando R$ 3.623 por mês.

MÍNIMO REGIONAL – Além da política adotada no setor privado, fruto de intermediação dos sindicatos, o Paraná é o estado com o maior salário mínimo regional do País. São quatro faixas salariais, que variam de R$ 1.731,02 a R$ 1.999,02. No início do mês, com o reajuste do salário mínimo nacional para R$ 1.320,00, o Conselho Estadual do Trabalho, Emprego e Renda (Ceter) aprovou um novo ajuste no piso estadual, que vai passar para R$ 1.749,02 a R$ 2.017,02.

PNAD CONTÍNUA – Além da elevação dos ganhos salariais dos trabalhadores paranaenses, a Pnad Contínua também mostrou que o Paraná segue como um dos estados com o menor índice de desemprego do País. O Estado fechou o primeiro trimestre de 2023 com uma taxa de desocupação de 5,4%, enquanto a média nacional foi de 8,8%.

A desocupação é a menor em oito anos para os primeiros três meses, sendo que a última vez que o Paraná tinha chegado a essa taxa no mesmo período foi no primeiro trimestre de 2015. Na comparação com janeiro a março do ano passado, quando a taxa de desocupação era de 6,8%, houve redução de 1,4 ponto percentual no volume de desempregados.

Fonte e Foto: AEN  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *