Ruy Scarpino, ex-treinador do Beltrão FC, morre de Covid

Ruy Scarpino foi um dos treinadores mais renomados com passagem pelo futebol de Francisco Beltrão. Pena que ele ficou aqui apenas quatro partidas, no comando do Francisco Beltrão FC, na Primeira Divisão do Paranaense 2005. Saiu porque tinha proposta para treinar o Goiânia, no Campeonato Goiano. Cacau, que era o auxiliar-técnico dele, assumiu o comando da equipe beltronense, que fez bonito na competição e ficou entre os oito melhores do Paraná.

Às 3 horas da madrugada de quarta-feira, 3 de março, Ruy Scarpino, 59 anos, faleceu em decorrência da Covid-19. Natural de Vitória (ES), ele comandou o Amazonas FC no Campeonato Amazonense, quando acabou desligado justamente por ter contraído a doença.

Ruy teve um mal súbito e chegou a desmaiar na terça-feira da semana passada, dia 23, antes do jogo contra o Peñarol. No dia 24, foi internado com dificuldades respiratórias. Dia 28, ele foi transferido para a UTI, mas acabou falecendo na última quarta. O Amazonas ultrapassou a marca de 11 mil mortes pela Covid-19 na última terça.

Dentre os principais títulos de Ruy Scarpino como treinador estão o Brasileiro da Série C de 2003 e o Campeonato Paulista de 2002 pelo Ituano, e o Campeonato Maranhense em 2004 e 2016 pelo Moto Club. Ex-goleiro de futebol, Scarpino comandou equipes como Ceará, Cuiabá, Sertãozinho, Capivariano, Red Bull Brasil, Grêmio Barueri, Linense, América de Natal, Noroeste, Altos da Paraíba, entre outros.

Em 2006, quando estava no comando do Santo André (SP), ele recusou treinar o Coritiba, que tinha rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. Ruy estava prestes a ser anunciado no Coxa junto com o goleiro Marcelo Bonan, que é natural de Planalto, aqui no Sudoeste, mas preferiu ficar na equipe do interior de São Paulo.

Fonte e foto: Jornal de Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *