Reichemback propõe subsídio para compra de geradores em propriedades rurais do Paraná

Na segunda-feira, 06, o deputado estadual Reichembach (PSC) utilizou o espaço da sessão plenária da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para falar dos prejuízos causados pelos vendavais na região Sudoeste, ocorridos no fim de novembro, e que deixaram muitas famílias sem energia elétrica, especialmente nas zonas rurais.

Reichembach afirma que, apesar dos esforços da Copel e dos investimentos do Governo do Estado, como a realização do programa Paraná Trifásico, falta agilidade na prestação de serviços e nas respostas à população. “Infelizmente a estratégia adotada tem sido insuficiente, é necessário que haja um plano B, uma verdadeira operação de guerra, para que quem está lá na ponta sofra menos as consequências de episódios como esses de vendavais”, ressalta.

De acordo com o Simepar, em alguns pontos os ventos chegaram a 95 km/h, e geraram quedas de árvores, destelhamento e destruição de aviários, além da queda no fornecimento de energia, que chegou a ficar interrompido por uma semana em algumas localidades. GERADORES – Para tentar auxiliar os pequenos produtores em situações como essa de vendavais e temporais, Reichembach protocolou na Alep o envio de expediente ao secretário de Agricultura, Norberto Ortigara, propondo a implantação de subsídios para aquisição de geradores de energia elétrica.

“Muitos produtores têm buscado essa alternativa para continuar suas atividades, sua rotina de trabalho, e esperamos que o subsídio para a compra de geradores possa ocorrer, à exemplo do que acontece com o auxílio para adoção de fontes de energias renováveis nas propriedades”, completa Reichembach, que é líder do Bloco Agropecuário na Assembleia Legislativa.

Com as quedas de energia, atividades como a do leite ficam prejudicadas, não só pela paralisação da ordenha, mas pela perda dos alimentos já estocados, como carne e outros perecíveis.

Fonte e foto: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *