Ratinho Junior diz que retorno gradativo das aulas presenciais na rede estadual deve começar em maio

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), afirmou nesta terça-feira (27) que o retorno gradativo das aulas presenciais na rede estadual de educação deve começar no mês de maio, mesmo antes de os professores serem vacinados contra a Covid-19.

“Vacinando a partir dos 60 anos, que é o que a gente espera e já está acontecendo em algumas cidades nesse mês de abril, no mais tardar nos primeiros dias de maio, a ideia é que a gente já comece também a vacinar as pessoas com comorbidades e os professores. Daí vai ter um retorno mais tranquilo. Se tiver um diretor de uma escola onde os professores entendem que está tranquila a pandemia na sua cidade, tem um ambiente para que possa voltar com segurança, é claro que a gente não vai vetar, vamos estimular que isso aconteça”, disse ele.

Mais de um milhão de alunos da rede estadual estão sem aulas presenciais desde março do ano passado. O retorno dos alunos à sala de aula chegou a ser adiado quatro vezes.

O Governo do Paraná tem seguido o Plano Nacional de Imunização (PNI), porém, segundo esse plano, os professores não estarão no próximo grupo prioritário.

Nesse caso, o Paraná não receberia doses suficientes para vacinar, além das pessoas com doenças pré-existentes, também os profissionais da educação.

Na quarta-feira (28), o secretário da Saúde Beto Preto vai à Brasília (DF) para uma reunião com o Ministério da Saúde. O estado vai, mais uma vez, afirmar a necessidade de adiantar a remessa de doses também aos trabalhadores da educação.

“Nós estamos seguindo o plano de operacionalização nacional da vacinação contra o coronavírus. Nós temos insistido com o Ministério da Saúde para que ele possa prever isso de Brasília para os estados, para que seja algo isonômico, não é o momento de ter discussão ideológica de nada, nós temos que correr para resolver essa situação”, afirmou ele.

O secretário de Estado da Educação, Renato Feder, esteve na segunda-feira (26) na Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Segundo o presidente da comissão, deputado Hussein Bakri, que também é líder do governo na Alep, o secretário disse que as mais de duas mil escolas do Paraná estão prontas para o retorno às aulas presenciais.

“Boa parte dos prefeitos do Paraná está sinalizando aos deputados esse desejo, que faça sim uma volta gradual, com tranquilidade, mas que se inicie essa volta às aulas. Se a gente puder ter essa volta agora gradual a partir de maio, com a vacinação gradual e mais segura, aí vai acontecer o desejável, senão vamos ter que sentar e discutir um modelo que não afete a segurança dos alunos, dos professores, dos profissionais, para tentar compatibilizar. Mas, assim, eu não consigo ver um cenário de demora de mais de dois, três meses”, disse Bakri.

Fonte e foto: Portal G1 Oeste e Sudoeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *