Polícia Civil prende suspeito por feminicídio registrado em Palmas

A Polícia Civil de Palmas prendeu preventivamente na manhã desta quinta-feira (28), o suspeito pela morte da jovem Perciliana de Oliveira, 25 anos.

De acordo com o delegado, Felipe Silva de Souza, logo após o crime, a polícia civil já iniciou os procedimentos investigatórios para colher informações tanto quanto à autoria e quanto à materialidade do delito.

A jovem foi morta com, pelo menos, cinco golpes de arma branca, todos na região do tórax. Na terça-feira (26) foram realizadas oitivas de algumas testemunhas e fora representado pela prisão preventiva do ex-companheiro da vítima.

Nesta quinta-feira, o homem foi interrogado e admitiu a autoria. Com ele fora apreendido o seu celular, o celular da vítima, bem como o instrumento do crime, um canivete.

Segundo o delegado, preliminarmente, verificou-se tratar de crime passional, motivado por ciúme, tendo em vista que o autor não aceitou o término de relacionamento bem como não aceitou o fato de a vítima estar em um bar na cidade na presença de amigas. A partir de agora a Polícia Civil tem o prazo de dez dias para concluir as investigações e remeter ao Poder Judiciário.

O feminicidio foi registrado no início da madrugada de segunda-feira (25). A equipe policial militar foi acionada com informações de que uma mulher, identificada como Perciliana Verginia de Oliveira, 25 anos, havia dado entrado no hospital, com ferimentos de arma branca.

A vítima estava em um bar, na companhia de amigos, quando teria saído para conversar com o ex-companheiro. Segundo a irmã da vítima relatou à Polícia Militar, a jovem teria se separado do marido há pouco tempo, tendo uma relação conturbada.

Pessoas que estavam no estabelecimento teriam presenciado a jovem discutindo com o ex-esposo, sendo que momentos depois avistaram a vítima ferida, pedindo por ajuda. A equipe do SAMU realizou os primeiros atendimentos, encaminhando a vítima para o hospital em estado gravíssimo. Ela não resistiu e entrou em óbito pouco depois que de dar entrada na unidade hospitalar.

Fonte: Portal RBJ – Foto: Reprodução internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *