Pequena Central Hidrelétrica Bela Vista tem cerca de 85% da obra concluída

A PCH (Pequena Central Hidrelétrica) Bela Vista que está sendo construída no Rio Chopim, entre os municípios de Verê e São João começou a ser construída em 2019, já está com cerca de 85% da obra concluída.

“Na etapa atual as obras civis já estão bastante avançadas, sendo a energia principal focada na montagem eletromecânica. Recentemente foram concluídas as ogivas do vertedouro, de segunda etapa, e estão em execução as ogivas dos blocos rebaixados. Estes trabalhos são necessários para o enchimento do reservatório que é o foco principal das obras civis além da execução de concretagens de segundo e terceiro estágio do circuito de geração que avançam concomitantemente com a montagem”, explica Carina Pirolli, engenheira civil e coordenadora de obras civis da Copel.

O empreendimento está orçado em R$ 217 milhões. Quando estiver pronta, a PCH Bela Vista terá potência instalada de 29,8 megawatts (MW) e vai produzir energia elétrica suficiente para atender até 100 mil pessoas. Além da usina, o recurso é também para a construção de uma subestação elevadora e uma linha de distribuição de alta-tensão com a subestação Dois Vizinhos, para fazer a ligação ao Sistema Interligado Nacional. A linha, de 18,4 quilômetros de extensão, passará pelos municípios de Verê, São Jorge D’Oeste e Dois Vizinhos.

Importante para a região Para o prefeito de Verê, Ademilso Rosin, a obra é importante para toda a região e pode fomentar a economia local. “Sabemos que há impacto com a construção de um empreendimento deste porte. Mas também sabemos da necessidade da produção de energia e do aproveitamento do Rio Chopim. Acredito que, com a construção da ponte, que também faz parte do projeto e está quase finalizada, melhorará o acesso para o nosso município facilitando a chegada de novos visitantes para o nosso turismo”, avaliou o prefeito Ademilso.

“Nossa previsão é que as unidades geradoras da casa de força principal entrem em operação nos meses de abril a junho e a conclusão total da obra, seja em meados de agosto”, comentou a engenheira Carina. São três unidades geradoras na casa de força principal, com capacidade de produção de 29,3 MW, e outra na casa de força complementar, com potência instalada de aproximadamente 0,5 MW.

Outras obrasAlém da PCH, a Copel está construindo uma ponte sobre o Rio Chopim, para interligar os municípios de Verê e São João. A previsão é que esta obra ficará pronta em fevereiro e deve ser liberada para o tráfego de veículos em março. As lideranças de Verê e São João vão começar uma movimentação para reivindicar do Governo do Estado a pavimentação asfáltica da estrada que interliga os dois municípios.

Mais projetosAinda no Rio Chopim, a Copel possui a PCH Foz do Chopim 1, em Itapejara D’Oeste, e tem outros dois projetos para construção de PCHs, em Dois Vizinhos – Usina Hidrelétrica Dois Vizinhos, em parceria com o grupo Foz do Chopim Energética, e a PCH Salto da Alemoa, em Coronel Vivida. O projeto da Usina Hidrelétrica Dois Vizinhos está orçado em R$ 200 milhões. No segundo semestre de 2020, diretores do grupo expuseram o projeto na Prefeitura de Dois Vizinhos.

Fonte e foto: Jornal de Beltrão e assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *