Pato Branco adota medidas duras para tentar reduzir número de casos de Covid

A partir de hoje, Pato Branco terá tolerância zero para aglomerações em espaços públicos ou privados. Em uma das entrevistas coletivas mais disputadas de sua gestão, o prefeito Robson Cantu anunciou, ao lado da secretária de Saúde, Lilian Brandalise, e do chefe da Divisão de Vigilância Sanitária, Rodrigo Bertol, novos decretos endurecendo as medidas contra o coronavírus.

Os decretos tornaram-se necessários por causa do aumento do número de casos. Hoje, são 4.225 casos confirmados na cidade (135 ativos) e o que mais preocupa é que, dos novos pedidos de testes, 50% estão sendo positivados. Os leitos de UTI estão com taxa de ocupação de 90% em Pato Branco.

Por conta do aumento do número de casos, a determinação do governo municipal é de tolerância zero com aglomerações durante o feriado de carnaval. Cirlei Wagner, chefe da Divisão de Fiscalização, disse que a fase do diálogo passou. “Vamos lacrar, multar e encaminhar para o Ministério Público os casos em que forem registradas aglomerações”, afirmou a fiscal.

Bares e restaurantes poderão trabalhar com 50% da capacidade. Um dos setores mais afetados novamente foi o ramo da alimentação. Bares e restaurantes terão medidas de fiscalização endurecidas e deverão seguir à risca o decreto.

Também está proibida a utilização de calçadas para colocação de mesas. O presidente do Sindicato dos Bares, Hotéis e Restaurantes, Tiago Chicoski, disse que o setor vai colaborar. “Sabemos que o momento é de muita seriedade e por isso vou visitar pessoalmente todos os estabelecimentos de Pato Branco para expor a realidade”, acrescentou.

O setor será monitorado pela Vigilância Sanitária e, se houver abusos, há possibilidade de fechamento total por dez dias.Outras medidas acrescentadas ao decreto são: proibido o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas e lotes baldios; acesso a supermercado limitado a uma pessoa por família; e proibida a circulação de crianças de 0 a 12 anos em supermercados e similares.

Monitoração diária
O prefeito Robson Cantu disse que o comitê vai acompanhar de seu gabinete a evolução dos casos e o comportamento da sociedade. “Se for necessário, não hesitaremos em fechar todo o comércio para preservar vidas”, declarou o prefeito.

Robson chamou atenção para a faixa etária dos casos positivos: pessoas entre 20 e 50 anos. “São pessoas em idade economicamente ativa, mas sabemos que muitos estão abusando, como se nada estivesse acontecendo. Estes casos terão tolerância zero, com aplicação de multas e, dependo o caso, até o enquadramento criminal.”

Fonte e foto: Jornal de Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *