Paraná registra queda de mortes violentas intencionais em 2021

O Paraná registrou queda no número de mortes violentas intencionais em 2021. Relatório Estatístico Criminal da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP), divulgado nesta segunda-feira (21), indica uma redução total de 5,7% em relação ao ano anterior, passando de 2.113 mortes em 2020 para 1.993 em 2021. O documento lista as ocorrências dos municípios paranaenses e dos bairros de Curitiba no período de janeiro a dezembro do ano passado.

Todos os indicadores de MVI – homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e feminicídio – apresentaram queda. Além disso, em 139 municípios não houve ocorrências deste tipo de crime.

Para o secretário da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares, a redução indica que as estratégias adotadas pelas polícias, por meio de reforço de operações, intensificação de policiamento preventivo e ações de inteligência foram eficazes no combate à violência.

“Nossas polícias estiveram mais presentes e as ações investigativas mais eficientes”, disse o secretário. “A partir destes dados, faremos análises e planejamento para este ano, no sentido de melhorar os índices onde ainda é necessário e também oferecer mais segurança à população”, acrescenta.

BALANÇO – O relatório aponta queda de 4,73% nos homicídios dolosos (de 2.008 para 1.913), de 31,66% nos casos de latrocínio – roubo seguido de morte (de 60 para 41), e de 13% de lesão corporal (de 45 para 39).

No caso do feminicídio, que está incluído nos dados de homicídios dolosos, o comparativo entre os dois últimos anos mostra que houve uma morte a menos em 2021, de 76 foi para 75.

O balanço da Secretaria da Segurança aponta, ainda, que o mês de junho foi o que teve o menor número de mortes violentas intencionais, com 125 ocorrências, seguido de julho (136) e maio (156).

ÁREAS – No ano de 2021, 15 das 23 Áreas Integradas de Segurança Pública do Paraná (AISPs) – divisão geográfica do setor, que congrega todos os municípios – tiveram redução no número de mortes violentas intencionais.

Em números absolutos, a maior queda foi na 2ª AISP (região de São José dos Pinhais, que engloba 22 municípios), com 54 mortes a menos em 2021 (de 477 para 423). Outras AISPs que tiveram redução foram a 20ª (Londrina, que corresponde a cinco municípios do Norte), com queda 31 mortes (de 116 para 85) e a 1º (Curitiba), com 27 registros a menos (de 257 para 230).

Dos 399 municípios do Paraná, 139 não registraram mortes violentas intencionais em 2021, cinco a mais do que em 2020. Esse número representa 34,83% das cidades do Estado.

As AISPs que mais contabilizaram municípios sem registro de MVI foram a 18ª de Apucarana, onde 16 das 26 cidades não tiveram casos; a 10ª de Francisco Beltrão, com 15 dos 26 municípios sem registros; e a 21ª de Cornélio Procópio, onde 12 dos 20 municípios não registraram mortes violentas.

CAPITAL – Dos 75 bairros de Curitiba, 27 (36%) não tiveram homicídios entre janeiro e dezembro. No geral, a queda do número de MVI em Curitiba foi de 10,5% no comparativo entre os anos de 2020 e 2021 (de 257 para 230).

O homicídio doloso, por exemplo, caiu 11,74% (de 247 para 218). O feminicídio se manteve estável, com oito ocorrências em cada um dos anos.

Em relação à redução total de MVI (somadas as modalidades) nos bairros de Curitiba, os destaques foram Umbará (-87%), Campo de Santana (-71%), Santa Felicidade (-66%), Butiatuvinha (-60%), Santa Cândida (-57%) e Boqueirão (-54%). Os bairros Lamenha Lins, Abranches, Augusta, Campo Comprido, Capão da Imbuia, Guaíra, Rivieira, Seminário e Visa Alegre não registraram casos em 2021.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *