Paraná mantém retorno presencial das aulas em fevereiro e não vai exigir passaporte da vacina

O expressivo crescimento da Covid-19 no Paraná desde o início do ano não deve interferir no retorno presencial das aulas. Nesta terça-feira (11), a Secretaria de Estado da Educação (Seed) confirmou que as atividades serão retomadas em 7 de fevereiro e que o estado não irá exigir passaporte da vacina para acesso às salas de aula.

“Portanto, apesar do aumento expressivo de casos de Covid-19 nas últimas semanas, o Estado não registrou aumento significativo de internações e mortes. (…) Assim, diante do cenário atual, o Estado decidiu manter as medidas em vigor, sem novas restrições. A regra continua sendo a de testar e, em caso de teste positivo, entrar em isolamento. Isso ajuda a quebrar o ciclo de contágios”, informa a pasta.

Em 2021, foram duas tentativas de retorno: a primeira em maio e a segunda em agosto. No fim do ano, as atividades ocorreram normalmente e sem aumento expressivo de casos.

Passaporte da vacina
Diante da discussão em torno de uma possível exigência de passaporte da vacina, a Seed informou que não irá fazer o pedido. “Como a vacina é opcional para todos e todas, o Estado não pode obrigar os estudantes a se vacinar. Porém, as vacinas obrigatórias continuarão sendo exigidas, como já estabelece a legislação em vigor”, diz.

Desta forma, as aulas serão retomadas no dia 7 de fevereiro, em formato presencial. “Apesar do grande trabalho que fizemos com as aulas online durante os piores momentos da pandemia, as evidências dos últimos meses mostram que nossos alunos aprenderam mais e melhor dentro da escola”, conclui a Seed.

Segundo o calendário letivo, o Paraná terá duas semanas de recesso em julho. O ano está previsto para se encerrar em 19 de dezembro.

Fonte: Portal Banda B – Foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *