Paraná declara epidemia de H3N2 e confirma primeiro caso da variante ômicron da Covid-19

O Paraná declarou epidemia de Influenza H3N2, nesta terça-feira (11). O anúncio foi feito pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), durante coletiva de imprensa. Além disso, o secretário Beto Preto confirmou o primeiro caso da variante ômicron, da Covid-19, no estado.

Em relação à epidemia de H3N2, a Sesa informou que o estado tem 832 casos confirmados e 12 mortes provocadas pela doença.

Segundo a secretaria, atualmente o estado tem 616 mil doses da vacina contra a Influenza disponíveis nas unidades de saúde.

A estratégia do governo do estado será de reforço da imunização contra a Influenza e contra a Covid-19.

Variante ômicron

O primeiro caso de variante ômicron foi identificado em um paciente de Curitiba, que tem 24 anos. Segundo a secretaria, o jovem concluiu o esquema vacinal e já havia se infectado com o novo coronavírus em junho.

O paciente voltou a apresentar sintomas da doença no dia 14 de dezembro. O jovem fez o teste, que confirmou o novo diagnóstico, no dia 18 de dezembro de 2021.

Uma amostra foi encaminhada para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, que confirmou que o caso se tratava de infecção pela variante ômicron, na manhã desta quarta.

Segundo a secretaria, já existe contágio comunitário da variante ômicron, no Paraná.

Beto Preto afirmou que o estado tem registrado casos mais leves de Covid-19, creditando o avanço da vacinação como responsável por evitar o agravamento da doença. Além disso, o estado projeta aumento no número de diagnósticos.

O secretário disse ainda que o governo avaliará se deve adotar restrições, nos próximos dias. Por enquanto, a orientação é para que as pessoas evitem grandes aglomerações.

Fonte: G1 PR  Foto: Ana Zimmerman/RPC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *