Ocorrências atendidas pelo 21º BPM crescem em 2020

As ocorrências policiais reduziram em 2020 no Paraná em virtude da pandemia do novo coronavírus. Foram atendidas no ano passado 806.252 ocorrências em todo o Estado, uma queda de 6,8%, se comparado ao ano anterior. O número de pessoas abordadas também caiu (-17,5%), assim como veículos abordados (-15,5%), operações (-57,9%), termos circunstanciados (-13,1%), detidos maiores (-16,3%), detidos menores (-27,1%), entre outros. Armas apreendidas (+15,4%) e drogas como maconha (+98,7%) e crack (+23,2%) tiveram aumento no mesmo período.

Na área de abrangência do 21º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Francisco Beltrão, que atende 26 municípios, ao contrário da média estadual, houve aumento das estatísticas se comparar 2019 e 2020. As ocorrências subiram de 29.768 para 32.516 (9,2%), operações de 73 para 122 (67,1%), pessoas abordadas de 296.338 para 322.744 (8,9%), veículos abordados de 138.748 para 144.780 (4,3%), termo circunstanciado de 494 para 635 (28,5%), detidos maiores de 2.190 para 2.284 (4,3%) e detidos menores caíram de 221 para 123 (-44,3%).

O major Rogério Pitz, subcomandante do 21º BPM, salienta que no primeiro semestre, por conta da pandemia, houve uma diminuição na grande maioria dos crimes, principalmente, na questão dos homicídios e violência doméstica, contudo, outros crimes como perturbação de sossego tiveram aumento.

Pandemia elevou atendimentos do Samu em 2020
Atendimentos dos Bombeiros caíram em 2020, mas número de óbitos aumentou
“Já no segundo semestre de 2020, os crimes de homicídios aumentaram e os crimes de violência doméstica também, os crimes de perturbação do sossego se mantiveram constantes quase que o ano todo, mas nossa preocupação maior é relacionada aos crimes contra a vida, principalmente homicídios e também violência doméstica”, ressalta o oficial da PM.

Polícia quer reduzir crimes graves
De acordo com ele, para 2021, a Polícia Militar está trabalhando com alguns projetos para reduzir crimes contra a vida. “Especificamente crimes de homicídio, nós estamos com algumas estratégias com nosso serviço de inteligência para monitorar alguns pontos prováveis de crimes, embora que muitos desses crimes de homicídio ocorreram em âmbito residencial e se torna um pouco mais difícil nós evitar esse tipo de crime através do policiamento preventivo.”

Além disso, a Polícia Militar vai adotar outras medidas como palestras, programas preventivos, programas de rádio, de televisão, utilizando espaços de jornais escritos, mídias sociais para orientar a população.

Fonte: Jornal de Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *