Mais de 6 milhões de paranaenses já foram imunizados, quase 70% da população adulta

O Paraná atingiu nesta sexta-feira (30) a marca de 6 milhões de pessoas que receberam ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19. Somando os que tomaram a primeira dose e o imunizante de dose única, 6.016.144 pessoas já foram vacinados. Isso significa que sete em cada 10 paranaenses com mais de 18 anos já iniciaram o processo de imunização (69%), sendo que 26,1% da população adulta (2.277.142 pessoas) completaram o ciclo vacinal.

No recorte considerando a população geral do Estado, 52,2% dos paranaenses receberam ao menos uma dose de vacina e um em cada cinco estão completamente imunizados. Os dados são do vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), atualizado pelo Ministério da Saúde.

A previsão do Governo do Estado é que toda a população adulta receba ao menos uma dose até o final de setembro, atingindo os 80% em cerca de um mês, até o fim de agosto. Quinto estado que mais vacinou a população, o Paraná deve superar neste fim de semana a marca de 8 milhões de vacinas aplicadas desde o início da campanha, em janeiro.

Alguns grupos já completaram a cobertura vacinal, que é atingida após a aplicação das duas doses ou da vacina de dose única. Os profissionais da saúde estão 100% imunizados, assim como praticamente todo o público com 65 anos ou mais. Entre a população indígena, 86,7% receberam as duas doses, além de 64,7% das pessoas com idade entre 60 e 64 anos.

Para o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, quanto maior esse escudo de imunização, menor é a chance do vírus se propagar. “Continuamos com os cuidados de sempre: distanciamento, uso de máscara e higiene das mãos. Mas o que vai nos salvar de fato é a vacinação, como mostram todos os estudos”, disse.

“A vacina tem que ser tomada, tanto a primeira e principalmente a segunda dose, que é a que cria o escudo de proteção contra o coronavírus, além da dose única, se tivermos novamente. É necessário que todos se vacinem para podermos vencer essa pandemia”, acrescentou.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *