Estudantes de Turismo serão selecionados para atuar na temporada

A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo publicou nesta quinta-feira (19) edital para o credenciamento de 63 estudantes de Bacharelado em Turismo ou Hotelaria para atuarem durante a temporada. Caberá a eles organizar e desenvolver atividades para os turistas nas praias do Litoral e nos parques estaduais.

O objetivo das ações é levar saúde e entretenimento aos moradores e veranistas, além de fomentar o turismo e o desenvolvimento econômico da região. “A iniciativa contribui para o aumento do efetivo nos pontos turísticos do nosso Estado, melhorando o atendimento aos turistas e moradores, e também contribui para a formação desses estudantes, com a prática do que vivenciam nas universidades”, afirmou diretora-geral da secretaria, Fabiana Campos.

No ato da inscrição, os estudantes podem optar por atuar nas praias do Litoral no período de 4 a 31 de janeiro de 2021; na Ilha do Mel, de 18 de dezembro a 07 de fevereiro; ou nos parques estaduais Pico Marumbi, do Cerrado, do Guartelá, Vila Rica do Espírito Santo, Serra Baitaca, Rio das Onças, do Palmito, do Monge, Lago Azul, São Camilo, e Monumento Natural Salto São João, entre os dias 21 de dezembro a 01 de março.

De acordo com a técnica da Paraná Turismo, Isabella Tioqueta, os selecionados passarão por uma capacitação dar melhor atendimento aos turistas. “Eles precisam saber qual é a função que devem exercer e também sobre o turismo no Paraná. A ideia é que, além de apresentar os atrativos locais, os colaboradores possam apresentar atrações turísticas de outras regiões, em uma abrangência das 14 regiões turísticas do Estado”, afirmou.

PARQUES ESTADUAIS – Neste ano, o trabalho com os turistas durante a temporada foi estendido aos parques estaduais. A decisão levou em conta uma pesquisa que levantou o direcionamento da retomada do turismo no Estado, em que verificou-se que tem ocorrido a procura por áreas naturais, em ambientes abertos e sem aglomeração.

“Hoje o turismo de natureza é o que mais cresce no País e o trabalho nessas Unidades de Conservação se torna um importante campo de aprendizagem e profissionalização dos participantes. Além disso, é uma oportunidade para que o Estado consiga dar auxílio e orientação sobre o uso público desses espaços durante o maior fluxo de visitantes”, afirmou o diretor de Patrimônio Natural do Instituto Água e Terra (IAT), Rafael Andreguetto.

Os estudantes também serão os responsáveis por adotar práticas de sustentabilidade na execução das atividades, inclusive orientando o público-alvo. O diretor de Políticas Ambientais da pasta, Rasca Rodrigues, lembra que a Ilha do Mel, um dos destinos mais procurados no verão, abriga uma estação ecológica de importante para o patrimônio do Estado e também uma área de parque estadual.

De acordo com ele, o reforço de profissionais durante a temporada na Ilha do Mel é fundamental para a preservação e a prevenção de crimes ambientais. “Eles vão orientar turistas sobre temas como a correta a destinação do lixo, som alto, a entrada de animais domésticos. Este é um local de preservação ambiental. O comportamento das pessoas deve seguir regras”, disse.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *