Detran-PR implementa sistema mais seguro para transações de carros 0 km na segunda-feira

Todos os veículos zero km do Brasil serão cadastrados e comercializados por meio do Registro Nacional de Veículos em Estoque (Renave) 0 km a partir desta segunda-feira (24). O Renave é um conjunto de transações informatizadas, sob a coordenação da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), e está integrado ao Sistema Nacional de Veículos Automotores (Renavam), que controla o estoque de veículos, desburocratiza e acrescenta segurança para a transferência de veículos em todo o território nacional.

O Renave 0 km consiste em transações sistêmicas entre montadora e concessionária, e concessionária e comprador final. O projeto pretende contemplar a comercialização de todos os veículos, novos ou usados, de acordo com o cronograma de implantação estabelecido entre os Detrans e a Senatran.

Com a implantação do Renave 0 km, o serviço de primeiro emplacamento no Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) só poderá ser realizado após a confirmação por meio das transações sistêmicas entre a concessionária, o Serpro (Senatran), e o Detran no estado no qual o veículo será emplacado, confirmando a procedência do veículo. Nesta etapa do projeto não estão contempladas vendas diretas e veículos inacabados.

Para o comprador do veículo, o processo é o mesmo, no entanto, ainda mais seguro, como explica o diretor-geral do Detran-PR, Wagner Mesquita. “A implantação do Renave 0 km representa um avanço no sistema desde a saída da montadora até o momento que o veículo é entregue ao proprietário, que acompanha o processo de forma transparente e se sente mais seguro a cada etapa”, afirma.

Detran-PR e Polícia Militar lançam manual de ciclomotores com regras de trânsito para circulação
As transações sistêmicas ocorrem no processo de primeiro emplacamento, verificando se o veículo consta no estoque da loja emissora da nota fiscal. Já a concessionária, deverá ajustar os sistemas informatizados para realizar as transações com o Serpro, conforme orienta o site da instituição.

As transferências de veículos emplacados (usados) serão contempladas na próxima etapa de implantação do Renave.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *