Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.
Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.

Confira todos os detalhes do concurso público de 253 vagas do Governo do Paraná

O Governo do Paraná anunciou um novo concurso para o Quadro Próprio do Poder Executivo (QPPE) com oferta inicial de 253 vagas em diversas áreas de atuação, com salários variando entre R$ 4.231,60 e R$ 7.616,88, além de um auxílio alimentação de R$ 634,74. É o primeiro concurso para a categoria, que foi reorganizada em fevereiro de 2023, desde 2020.

Os aprovados no certame irão compor a equipe de profissionais que atuam em diferentes secretarias e autarquias do Governo do Paraná, tornando-se servidores do Poder Executivo. Além das informações detalhadas disponíveis no portal oficial do Concurso Público (AQUI), a Agência Estadual de Notícias montou um FAQ para ajudar interessados com prazos, formação exigida, o que vai cair na prova objetiva, entre outras questões.

INSCRIÇÕES E PRAZOS
O período de inscrições para o concurso terá início em 5 de fevereiro e se estenderá até 7 de março. Os interessados devem ficar atentos aos valores das taxas de inscrição, que variam de R$ 90 a R$ 130, dependendo do cargo pretendido. Para aqueles que desejam solicitar a isenção da taxa, como doadores de sangue e cadastrados no CadÚnico, o prazo é de 5 a 9 de fevereiro. Todo o processo deve ser realizado no site do Instituto AOCP, responsável pelo certame.

VAGAS DISPONÍVEIS
Das 253 vagas oferecidas, 203 são destinadas a candidatos com formação de nível superior, chamados de Agentes Profissionais, abrangendo as seguintes áreas: Assistente Social (48 vagas), Administrador (45 vagas), Contador (42 vagas), Psicólogo (14 vagas), Economista (11 vagas), Comunicador Social (8 vagas), Engenheiro Civil (7 vagas), Estatístico (5 vagas), Médico (3 vagas), Engenheiro Mecânico (2 vagas), Bibliotecário (2 vagas), Engenheiro de Segurança do Trabalho (2 vagas), Analista de Procuradoria (2 vagas), Terapeuta Ocupacional (3 vagas), Nutricionista (2 vagas) Engenheiro Ambiental (1 vaga), Engenheiro Cartógrafo (1 vaga), Engenheiro de Pesca (1 vaga), Engenheiro Eletricista (1 vaga), Pedagogo (1 vaga) e Desenhista Industrial Gráfico (1 vaga)

Um destaque é a inclusão da carreira de Profissional de Tecnologia da Informação, uma novidade para o Estado, dentro da política de digitalização dos processos. O certame está com uma vaga aberta para a função.

As 50 vagas restantes são para nível médio/técnico, ou Agentes de Execução, contemplando as seguintes áreas: Enfermagem (24 vagas), Técnico de Manejo e Meio Ambiente (9 vagas), Laboratório (6 vagas), Segurança do Trabalho (5 vagas), Fiscal Metrológico (4 vagas) e Fiscal de Meio Ambiente (2 vagas).

RESERVA DE VAGAS
Ao candidato afrodescendente, amparado pela Lei Estadual nº 14.274/2003, será reservada 10% das vagas, dentro do prazo de validade do concurso, devendo o candidato observar, no ato da inscrição, as condições especiais previstas neste item, como o preenchimento de uma declaração. O candidato que se inscrever como afrodescendente concorrerá, além das vagas reservadas por força de lei, também à totalidade das vagas de ampla concorrência.

À pessoa com deficiência, amparada pela Constituição Estadual e pela Lei Estadual nº 18.419/2015, fica reservado o percentual de 5% das vagas nos cargos/funções/áreas autorizadas e ofertadas. O candidato deverá proceder da seguinte forma: informar se possui deficiência; selecionar o tipo de deficiência; informar o código correspondente da Classificação Internacional de Doenças – CID; informar se necessita de condições especiais para a realização da prova; e declarar que está ciente das atribuições do cargo para o qual pretende se inscrever.

O QUE CADA FUNÇÃO EXIGE

AGENTE PROFISSIONAL
Administrador: planejar, organizar, controlar, supervisionar auditar e assessorar as organizações do Poder Executivo nas áreas de recursos humanos, materiais, serviços, patrimônio, informações, financeira e tecnológica, entre outras.

Analista de Procuradoria: realizar pesquisas e estudos de legislação, doutrina e jurisprudência; diligenciar e realizar serviços junto aos órgãos do Poder Judiciário estadual e federal; minutar manifestações judiciais, sob conferência e assinatura exclusiva do procurador do Estado; redigir, digitar, imprimir, arquivar e protocolizar expedientes de trabalho, entre outras.

Assistente Social: planejar, coordenar, supervisionar, auditar, avaliar e executar planos, programas e projetos sociais em diferentes áreas de atuação profissional; prestar orientação e atendimento à indivíduos, famílias e grupos, com vistas à garantia dos direitos sociais; entre outras.

Bibliotecário: administrar unidades como bibliotecas, centros de documentação, centros de informação e correlatos, além de redes e sistemas de informação do Poder Executivo; organizar, dirigir e executar trabalhos técnicos relativos às atividades biblioteconômicas, desenvolvendo sistema de catalogação, classificação, referência e conservação do acervo bibliográfico, para armazenar e recuperar informações e colocá-las à disposição dos usuários, seja em bibliotecas ou em centros de documentação; entre outras.

Comunicador Social: pesquisar, recolher, redigir, registrar através de imagens e de sons, interpretar e organizar informações e notícias a serem difundidas; expor, analisar e comentar acontecimentos; transmitir informações e ocorrências cotidianas a leitores de jornais e revistas, ouvintes de rádio e telespectadores; realizar seleção, revisão e preparo definitivo das matérias jornalísticas a serem divulgadas em jornais, revistas, televisão, rádio, internet, assessorias de imprensa e quaisquer outros meios de comunicação com o público; entre outras.

Contador: orientar e assistir as organizações do Poder Executivo nos trabalhos inerentes à contabilidade, observando as exigências legais e administrativas; realizar supervisão e auditoria contábil; elaborar, executar, acompanhar programas, projetos e pesquisas na área; entre outras.

Desenhista Industrial Gráfico: planejar, criar, elaborar, implantar e avaliar projetos de identidade e de comunicação visual; analisar solicitações de desenhos; testar tecnologias associadas ao design gráfico, avaliando sua aplicabilidade; editorar textos e imagens; produção e gravação de audiovisuais, edição e animação de vídeos e áudios, diagramação de material para disponibilização impressa ou digital; entre outras.

Economista: analisar, projetar e programar o ambiente econômico; elaborar, executar, acompanhar e avaliar programas, projetos e pesquisas na área econômica de mercado e viabilidade econômica do Poder Executivo; panejar e realizar estudos e projeções de natureza econômica e financeira; emitir diagnósticos e informações; ciar e atualizar banco de dados; entre outras.

Engenheiro Ambiental: elaborar, coordenar, dirigir, supervisionar, planejar, orientar, auditar, avaliar, executar e fiscalizar serviços, programas e projetos públicos de Engenharia Ambiental; fiscalizar estudos, obras e serviços na área ambiental; auditar, elaborar, manter e acompanhar programas e processos de meio ambiente; pesquisar novas tecnologias e avaliar as tecnologias disponíveis; trabalhar, segundo normas técnicas, qualidade, produtividade, higiene e preservação ambiental; entre outras.

Engenheiro Cartógrafo: elaborar, coordenar, dirigir, supervisionar, auditar, avaliar, executar e fiscalizar programas e projetos na área de Engenharia Cartográfica; gerenciar projetos e obras de agrimensura e cartografia; implementar projetos geométricos; ralizar atividades em topografia, geodésia e batimetria, levantando e calculando pontos topográficos e geodésicos; entre outras.

Engenheiro Civil: elaborar, executar, dirigir e fiscalizar projetos públicos de engenharia civil relativos a rodovias, portos, aeroportos, prédios, vias férreas, sistemas de água e esgoto e outros; preparar planos e métodos de trabalho; possibilitar e orientar a construção, manutenção e reparo de obras públicas; assegurar a execução das obras dentro de padrões e exigências técnicas; entre outras.

Engenheiro de Pesca: planejar, elaborar, dirigir, coordenar, supervisionar, orientar, auditar, avaliar, executar e fiscalizar programas e projetos públicos na área da Engenharia de Pesca; planejar, orientar e fiscalizar técnicas de reprodução, criação e manutenção de estoques pesqueiros; planejar, coordenar, fiscalizar e executar atividades pesqueiras; promover a extensão rural, orientando produtores nos vários aspectos das atividades pesqueiras; entre outras.

Engenheiro de Segurança no Trabalho: elaborar, coordenar, dirigir, supervisionar, planejar, orientar, auditar, avaliar, executar e fiscalizar programas e projetos públicos na área da Engenharia de Segurança do Trabalho, desenvolvendo estudos e estabelecendo métodos e técnicas para prevenir acidentes de trabalho e doenças profissionais; coordenar equipes e gerenciar atividades de segurança do trabalho; estudar as condições de segurança dos locais de trabalho e das instalações e equipamentos; verificar a qualidade de equipamentos de segurança; executar campanhas educativas e treinamentos na área de segurança do trabalho; entre outras.

Engenheiro Eletricista: planejar, elaborar, dirigir, coordenar, supervisionar, orientar, auditar, avaliar, executar e fiscalizar serviços, programas e projetos públicos na área de Engenharia Elétrica; planejar, projetar e desenvolver sistemas e equipamentos elétricos; instalar, configurar e inspecionar sistemas e equipamentos elétricos; realizar manutenção de sistemas e equipamentos elétricos; entre outras.

Engenheiro Mecânico: elaborar, desenvolver, executar e dirigir planos e projetos de engenharia mecânica, componentes, ferramentas e materiais, preparando especificações, cálculos, desenhos, técnicas de execução, recursos necessários e outros requisitos, para possibilitar a construção, montagem, funcionamento, manutenção e reparo de instalações industriais e mecânicas, e de máquinas em geral, elevadores, veículos e equipamentos mecânicos e eletro mecânicos, sistemas de produção de transmissão e de utilização do calor, e de sistemas de refrigeração e de ar-condicionado; entre outras.

Estatístico: planejar, elaborar, dirigir e controlar pesquisas e análises estatísticas do Poder Público; efetuar levantamentos e controles estatísticos; elaborar e estabelecer planos amostrais; proceder à elaboração, análise e avaliação de relatórios técnicos e outros documentos; entre outras.

Médico: realizar consultas, exames e atendimentos médicos, emitindo diagnósticos, prescrevendo medicamentos e realizando outras formas de tratamento para diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos de medicina preventiva, terapêutica e de emergência, para promover a saúde do indivíduo ou de grupos; planejar, coordenar, supervisionar, auditar, avaliar e executar planos, programas e projetos de serviços de saúde, nas diferentes áreas de atuação profissional; efetuar perícias, auditorias e sindicâncias médicas; entre outras.

Nutricionista: planejar, coordenar, supervisionar, auditar, avaliar e executar planos, programas e projetos de nutrição; realizar consultas e avaliação nutricional de indivíduos ou grupos; orientar o aproveitamento de recursos dietéticos; controlar a estocagem, preparação, conservação e distribuição dos alimentos, visando a racionalidade e economicidade dos regimes alimentares; entre outras.

Pedagogo: planejar, elaborar, coordenar, supervisionar, executar, acompanhar e avaliar planos, programas e projetos referentes às atividades pedagógicas; promover pesquisas, estudos pedagógicos, traçando metas, criando ou modificando processos educativos, estabelecendo e implementando normas e monitorando o seu cumprimento, para assegurar a educação integral; entre outras.

Profissional de Tecnologia da Informação: planejar, elaborar e executar estudos técnicos, termos de referência, contratos, planos, políticas, mapas de processos de negócios e outros projetos de escopo da Tecnologia da Informação – TI; pesquisar, definir e realizar testes em tecnologias existentes ou a serem adotadas pelo Órgão/Entidade; apoiar na gestão de contratos firmados com fornecedores de TI, sendo a interface de demandas entre o contratado e o Órgão/Entidade; entre outras.

Psicólogo: estudar, pesquisar, avaliar e intervir no desenvolvimento emocional e os processos mentais e sociais de indivíduos e grupos, com a finalidade de análise, tratamento e orientação de indivíduos, grupos e instituições, utilizando técnicas e instrumentos validados pelo Conselho da Categoria, adequados a cada caso; realizar ações conjuntas e integradas, sustentadas pelo princípio da intersetoriedade, com profissionais que atuam nas políticas públicas ou em Organizações da Sociedade Civil, encaminhando o público-alvo aos serviços de saúde mental ou da política de assistência social; entre outras.

Terapeuta Ocupacional: prestar atendimento de terapia ocupacional em indivíduos com vistas ao tratamento, desenvolvimento e reabilitação; atender indivíduos portadores de dificuldades físicas e/ou psicossociais, utilizando técnicas e procedimentos específicos de terapia ocupacional, para obter a recuperação e integração social do indivíduo; orientar pacientes, familiares, cuidadores e responsáveis; entre outras.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *