Concurso Orgulho da Terra premia três empreendedores rurais do Sudoeste

O governador Carlos Massa Ratinho Júnior (PSD) exaltou o poderio, a diversidade e a sustentabilidade do agronegócio paranaense durante o anúncio dos vencedores do 1º Prêmio Orgulho da Terra, na sede do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR), em Curitiba.

A premiação reconhece as melhores práticas econômicas, ambientais e sociais do agronegócio paranaense e é uma iniciativa do Grupo RIC, em parceria com o IDR-Paraná-Iapar-Emater e o Sistema Ocepar.

Ao todo, 12 produtores foram homenageados com o Troféu Orgulho da Terra, em diferentes categorias: Suínos, Aves, Soja e Milho, Bovinocultura de Leite, Feijão, Bovinocultura de Corte, Piscicultura, Turismo Rural, Agroecologia, Sericicultura, Inclusão Social e Agroindústria.

Três foram do Sudoeste: Na Agroindústria, a produtora Franciele Rechembach Haselbauer, de Salgado Filho; na Soja e Milho, produtor Laércio Dalla Vecchia, de Mangueirinha; e no Turismo Rural, produtor João Carlos Betiatto, de Francisco Beltrão. Para a secretária municipal de Francisco Beltrão Liliana Andrade (Desenvolvimento Econômico), trata-se de mais uma importante conquista para o município, além de incentivar toda a cadeia de turismo rural. “A Prefeitura apoia todas as iniciativas de turismo rural e o setor vive um momento de retomada. Essa conquista é de fundamental importância para motivar toda a nossa cadeia de turismo”, enfatizou a secretária.

Selo Arte
“É um reconhecimento. Divulga o nosso trabalho e ajuda a ganhar mercado, a vender para o País inteiro”, afirmou Franciele. Ela recebeu também o Selo Arte, certificação que assegura o processo de produção artesanal e permite a comercialização para todo o território nacional – a queijaria Rancho Fundo foi a primeira do Estado a ganhar a condecoração, ainda no ano passado, desde então já está operando com o mercado ampliado. Nesta semana, em Curitiba, foi apenas a formalização de entrega do selo.
Denise Adamchuk, chefe regional da Secretaria da Agricultura, ficou feliz com as premiações sudoestinas. “Vivemos um bom momento, tudo isso serve de incentivo para continuarmos o trabalho”, comentou com o Jornal de Beltrão. Ela lembra ainda que hoje, 9, em Curitiba, será lançada a “Rota do queijo do Paraná”, com 33 municípios, sendo 16 do Sudoeste — dez da região de Beltrão, cinco da de Pato Branco e um da de Dois Vizinhos.

Elogio do governador
“Os agricultores paranaenses são nosso grande orgulho e os responsáveis por transformar o Paraná em uma das maiores potências agrícolas do mundo. A vocação do Paraná é produzir alimentos, costumo dizer que temos de ser o supermercado do mundo. Exportar a soja, o milho, o trigo, mas também industrializar e vender o empanado e o bacon”, destacou Ratinho Júnior.

“Tudo isso dentro do conceito de desenvolvimento sustentável, de uma política de fazer do Paraná mais verde, como a OCDE nos certificou, confirmando que o Estado é um dos mais sustentáveis do mundo. Prática que os agricultores já fazem há tempos. Em que outro lugar do mundo que em uma pequena propriedade se cria porco, frango, planta hortaliças e ainda produz energia com os dejetos da suinocultura? Só mesmo no Paraná”, ressaltou o governador.

O governador Ratinho Júnior destacou ainda o papel essencial exercido pelo campo na recuperação da economia local em meio ao combate à pandemia da Covid-19. “O agronegócio, a agricultura familiar, é a força do nosso Estado, o que fazemos de melhor.”

Confira os vencedores do Sudoeste
Agroindústria
Produtor: Franciele Rechembach Haselbauer/Salgado Filho.
Turismo Rural
Produtor: João Carlos Betiatto/Francisco Beltrão.

Soja e Milho
Produtor: Laércio Dalla Vecchia/Mangueirinha.

Os cases de sucesso do agronegócio paranaense foram escolhidos com base nos pilares de crescimento econômico, social e ambiental, ressaltando os empresários rurais que aplicaram as melhores práticas para alcançar altos padrões de qualidade na produção.

Um comitê de notáveis composto pela Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab), Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Federação da Agricultura do Estado Paraná (Faep) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep) elegeu os vencedores.

Fonte e foto: Jornal de Beltrão com Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *