Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.
Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.

BPFron diz que entrada irregular de vinhos na região Sudoeste é “endêmica”

A entrada ilegal de vinhos da Argentina continua sendo uma preocupação das autoridades. Reportagem do Fantástico, do último domingo, mostrou que o contrabando de vinhos é um mercado clandestino que movimentou R$ 2 bilhões só em 2021. Em 2019, foram apreendidas 87 mil garrafas de vinho introduzidas irregularmente no Brasil. Em 2021, foram quase 600 mil.

O Paraná tem limites importantes, entre eles a tríplice fronteira de Foz do Iguaçu com Argentina, Brasil e Paraguai, a mais movimentada do País; a fronteira em Guaíra, também com o Paraguai; e a fronteira com a Argentina, na região Sudoeste, em Santo Antônio e Barracão.

Segundo o Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), a entrada clandestina de vinhos tem se demonstrado “endêmica” na região Sudoeste. Ou seja, “é natural acontecer”. Pela região, ocorrem os maiores índices de apreensões deste tipo de ilicitude. O Batalhão realizou minimamente 72 grandes apreensões de vinho entre 2019 até o primeiro semestre de 2022. Neste período também foram apreendidos 108 veículos usados para o crime, sendo 43 automóveis. Entre 2019 e 2020, quando teve início a pandemia, o crescimento das apreensões explodiu, subindo de 648 para 11.901. Esse período também coincidiu com a grave crise econômica da Argentina, causando enorme desvalorização da moeda (um Peso equivale a dois centavos de Real).

Fonte: Jornal de Beltrão – Foto: BPFron

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *