Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.
Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.

Atividade industrial do Paraná alcançou em 2023 o maior patamar desde janeiro de 2012

O crescimento de 5,4% na indústria paranaense em novembro de 2023, o melhor resultado do País, fez com que o Paraná conquistasse o maior nível da produção industrial desde janeiro de 2012. O Estado chegou ao índice de 113.82591 no mês, segundo a Pesquisa Industrial Mensal divulgada nesta sexta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Até então, o maior índice da produção paranaense na série histórica do IBGE tinha sido alcançado em dezembro de 2011, quando chegou ao patamar de 122.45216.

O indicador do IBGE mede as variações no volume físico de bens e serviços produzidos pela indústria ao longo do tempo, sem considerar as oscilações nos preços desses produtos. São analisados 1.042 itens fabricados em cerca de 12,5 mil unidades industriais de 15 localidades brasileiras.

O Paraná vem observando um crescimento sucessivo na atividade industrial desde agosto do ano passado, quando o índice de produção industrial chegou a 104.72617. Com isso, a expansão acumulada no Estado foi de 14,5% ao longo de quatro meses, na comparação entre novembro e julho de 2023. Nacionalmente, a média foi de 0,9% no período.

O ritmo na produção industrial também ultrapassou os números pré-pandemia. Se comparado a fevereiro de 2020, a indústria do Paraná observou um crescimento 9,6%. Em relação a março daquele ano, a expansão foi de 23,8%.

“No início da década passada, a política econômica nacional era artificialmente expansionista, com uma queda forçada na taxa de juros e uma série de desonerações na indústria que levaram aos níveis positivos da época. Isso torna o resultado de novembro de 2023 do Paraná ainda mais expressivo”, explica o diretor de Pesquisa do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), Julio Suzuki.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *