Análise de novo pedágio para o Paraná está suspensa por falta de documentos

A análise do novo modelo de pedágio para rodovias federais que cortam o Paraná foi suspensa pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O ministro Valton Rodrigues informou em despacho que solicitou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) o envio de documentos faltantes, mas ainda não recebeu as informações e isso impede a sequência da análise.

O despacho ocorre após representação dos deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Arilson Chiorato (PT) que solicitaram uma medida cautelar para suspender o processo de concessão. Eles questionavam a mudança do modelo econômico e ausência de documentos essenciais, entre eles para projetos técnicos das obras e estudos com valores.

Desde o dia 28 de novembro não estão sendo cobrados pedágios nos lotes 1, 2 e 3 (Econorte, Viapar e Ecocataratas), e nos lotes 4, 5 e 6 (Caminhos do Paraná, Rodonorte e Ecovia). Com o vencimento dos contratos feitos em 1990, o Governo optou em apresentar o novo modelo e há exatos 3 meses os trechos estão sendo administrados pelo Governo Estadual que aguarda o andamento do processo para a contratação de novos gestores das estradas do Paraná.

Fonte: RBJ  Foto: Giuliano Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *