Ampére terá três vereadoras a partir de 2021

A eleição em Ampére foi histórica em vários aspectos. O primeiro deles foi a votação do prefeito reeleito Zuca Luquini (PSDB), que fez 7.314 votos, com a maior votação da história de um postulante ao Executivo municipal e com a maior diferença para os adversários: 4.643 para Flavio Penso (PP), 6.030 para Tere Reichert (PSC) e 6.945 para Dary Follmann (PODEMOS). Ele também se torna o segundo prefeito reeleito de forma consecutiva. O primeiro foi Roberto Detoni, atualmente no PT, mas na época filiado no antigo PMDB.

O outro dado que entra para história do município é que pela primeira vez três mulheres foram eleitas para ocupar uma cadeira do Poder Legislativo. As vereadoras que ocuparão uma vaga são: Nair Corá (DEM) com 505 votos, Cleo da Saúde (MDB) com 352 votos e Helena Pereira França (PSDB) com 303 votos. Na atual legislatura são duas mulheres. Tati Luquini não concorreu a reeleição e Terezinha Fistarol Modzinski, que fez 172 votos, não conseguiu votos suficientes para estar na próxima legislatura.

As três eleitas tem histórico de participação no setor público. Nair Corá é esposa do atual vice-prefeito Nego Corá e foi secretária municipal na atual gestão. Cleonice Dominski, a Cleo da Saúde, é liderança do bairro Santa Paulina e atua na secretaria de saúde como enfermeira. Já Helena foi conselheira tutelar e tinha sido candidata a vereadora.

EX-VEREADORAS
Ampére teve outras personagens femininas na Câmara de Vereadoras. Cleusa Milani Favreto ocupou o cargo por dois mandatos – 2001 a 2004 e 2005 a 2008. Helena Follador Casagrande foi vereadora na gestão 1997 a 2000. Ledi Danielli Fristch foi eleita na legislatura 1993 a 1996 e 1997 a 2000. Maria Carmelita Krindges (em memória) ocupou uma vaga no legislativo na gestão 1993 a 1996. Teresinha dos Santos Reichert atuou entre 1989 a 1992. Celia Massola Silva e Sheila Bordignon de 2013 a 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *