Polícia investiga possível ameaça de ataque a Colégio em Francisco Beltrão

A Polícia investiga ameaça de ataque no Colégio Estadual Eduardo Virmond Suplicy nesta manhã, 25. A suspeita surgiu a partir de um perfil no Instagram que realizava publicações sobre o colégio, alunos e professores. Entre as postagens, uma foto mostrava munições de arma de fogo com uma música que remetia diretamente a palavra “massacre”. A Polícia Militar compareceu ao local demonstrando apoio e tranquilizando a situação.

No perfil há diversas postagens expondo dados pessoais de alunos e professores, além de possíveis mensagens de ódio. Em entrevista à Rádio Educadora, o diretor auxiliar Jeferson Stocco informou que o colégio já tomou as devidas providências e passou uma nota para os pais e responsáveis dos alunos, tranquilizando-os sobre a situação.

O colégio estadual identificou cinco alunos como possíveis suspeitos e encaminhou os nomes para a investigação da polícia; ao menos três celulares foram apreendidos.

De acordo com o diretor auxiliar, já faz algumas semanas que esses perfis falsos existem, e a cada conta derrubada, outra é feita com o mesmo propósito. O que chamou atenção é que, em uma conta criada ontem, foi publicada uma foto com munição de arma de fogo, com uma música se referindo a um “massacre”, causando pânico nos alunos, responsáveis e no próprio colégio. A Policia Militar foi acionada assim que tomou conhecimento da situação. A foto publicada foi retirada da internet. Diversos alunos faltaram as aulas e muitos pais acabaram buscando seus filhos quando souberam das possíveis ameaças.

Com a situação sobre controle e com medidas sendo tomadas para que os responsáveis sejam identificados, o Colégio Suplicy informa que as aulas seguem funcionando normalmente nesta quinta-feira. As aulas no colégio vão até o dia 17 de dezembro, último dia do ano letivo para os alunos.

Fonte e foto: Jornal de Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *