Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.
Your API key has been restricted. You may upgrade your key at https://www.weatherbit.io.

Polícia Civil prende dois suspeitos de estupro em Francisco Beltrão

Policiais civis e militares prenderam dois homens suspeitos pela prática do crime de estupro, ocorrido na madrugada do dia 06 de abril de 2024, em via pública, no bairro Cristo Rei, Francisco Beltrão.

O primeiro investigado foi preso preventivamente pela Polícia Civil do Paraná, por policias da 19ª SDP de Francisco Beltrão, na terça-feira do dia 30 de abril de 2024. Trata-se de um homem de 30 anos, com passagens anteriores pelos crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo, desacato, posse de drogas, furto e ameaça.

O segundo investigado foi preso pela Polícia Militar do Paraná, por policiais da equipe ROCAM do 21º BPM, no início da noite desta quinta-feira (09) por volta de 18h30. O indivíduo estava foragido e foi localizado em local utilizado para o consumo de drogas, em uma construção inacabada na Rua Porto Alegre, no bairro Alvorada, em Francisco Beltrão. Trata-se de homem de 24 anos, também com passagens pela polícia, figurando como investigado pelos crimes de furto, ameaça em contexto de violência doméstica, bem como pela contravenção penal de perturbação do trabalho ou sossego alheio.

De acordo com as investigações efetivadas pela Polícia Civil, a vítima transitava a pé em via pública quando foi abordada por dois indivíduos. Após a abordagem a vítima foi puxada e forçada a praticar atos sexuais.

Ao tomar ciência do crime a Polícia Civil prontamente instaurou Inquérito Policial visando o completo esclarecimento do ocorrido. Diante da gravidade do fato, foram realizadas diligências ininterruptas para identificar os autores.

Com a prisão dos suspeitos, a investigação foi concluída e encaminhada à Justiça para o prosseguimento do caso. Os suspeitos poderão ser condenados pelo crime de estupro, com pena prevista de 06 a 10 anos de reclusão. Os dois permanecem no DEPPEN a disposição da Justiça.

Fonte e Foto: PCPR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *