Paraná assina cooperação inédita para acelerar desenvolvimento sustentável dos municípios

O Paraná é o primeiro estado do Brasil a integrar um programa de aceleração do desenvolvimento sustentável que engloba seus 399 municípios: o Projeto de Fortalecimento da Rede Estratégia ODS, com apoio do Programa Cidades Sustentáveis. A iniciativa tem como objetivo auxiliar os municípios a identificarem desafios e resolverem problemas em prol da qualidade de vida de seus cidadãos, criando novas estratégias para atingir as metas da Agenda 2030.

A adesão foi assinada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta terça-feira (28), durante um evento no Palácio Iguaçu em comemoração aos seis anos do lançamento da Agenda 2030 — documento promovido pela ONU e reúne 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que guiam boas práticas na sociedade até 2030.

“Os ODS criam uma bússola para solucionar problemas comuns na sociedade, melhorando a qualidade de vida de uma população. Eles são como um plano de governo, deixando claro o que o gestor público deve fazer para melhorar sua região. O Paraná já é exemplo mundial no desenvolvimento sustentável, e continuamos na vanguarda com novas ações que fomentam essas iniciativas diretamente com os municípios”, afirmou o governador.

O projeto é coordenado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Programa Cidades Sustentáveis, Fundação Abrinq e Agenda Pública, e financiado pela União Europeia. No Paraná, essa cooperação contempla cinco atores, chefiados pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes) — responsável pela implementação da Agenda 2030 no Estado. Além do Cedes, integram a ação o Programa Cidades Sustentáveis, a FNP, a Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedu), através do Paranacidade.

“Nós enxergamos a necessidade de fazer com que os municípios estivessem cada vez mais ligados aos projetos que são desenvolvidos em prol da Agenda 2030. Através dessa cooperação, vamos poder olhar de uma forma diferente para os municípios, dando acesso à informação e suporte para que eles possam se desenvolver em prol da população”, reforçou Vinicius Greco, secretário executivo do Cedes.

O chefe de cooperação da Delegação da União Europeia no Brasil, Stefan Agne, destacou que é um desafio transformar os ODS em ações, e que a cooperação concretiza um plano de ação bem definido. “A troca de boas práticas e a inovação tecnológica e social aceleram o processo de desenvolvimento sustentável. A Agenda 2030 cria muitas oportunidades para essa cooperação”, endossou.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *