Inexplicável: policial mata oito pessoas e depois tira a própria vida no Oeste do PR

Uma enorme tragédia ocorreu no início da madrugada desta sexta-feira (15), em Toledo. Um Policial Militar identificado como Fabiano Junior Garcia tirou a vida de oito pessoas, sendo seis de sua família. Ele tirou a própria vida logo em seguida.

As primeiras informações dão conta de que o PM tirou a vida de dois dos seus filhos menores de idade em uma localidade da área rural da cidade de Céu Azul. As crianças seriam um menino de aproximadamente 4 anos e uma menina de cerca de 9 anos de idade. As duas crianças foram executadas com tiros a queima roupa na região da cabeça.

Em seguida, ele se dirigiu a Toledo, onde teria feito mais vítimas em pontos distintos da cidade, a princípio no centro e na região da Grande Pioneira.

Ele tirou a vida da própria mãe, de um irmão e de mais uma filha de 12 anos, além da esposa identificada como Kassiele Moreira. A mulher foi morta na residência do casal, localizada na Rua Rui Barbosa, na região central da cidade.

O homem ainda matou mais duas pessoas, que a princípio estavam na rua, mas até o momento não existem informações se eram familiares. Essas mortes aconteceram na Rua Paraíba (Paulista) e outra na Rua Getúlio Vargas (Boa Esperança).

Após a barbárie, ele se suicidou dentro do seu carro, um GM Vectra, de cor branca. O automóvel foi conduzido até o pátio do 19º Batalhão de Polícia Militar de Toledo (19º BPM).

Diversas equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas aos locais, mas puderam apenas constatar os óbitos.

Equipes da Polícia Militar, Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM), Polícia Civil (PCPR) e da Criminalística também estiveram presentes. As investigações sobre o caso tiveram início e a qualquer momento novidades podem ser divulgadas.

O Instituto Médico Legal (IML) de Toledo recolheu o corpo das vítimas fatais. A maior parte delas ainda não foi identificada.

Fabiano Junior Garcia atuava como Policial no 19º BPM, lotado no município de Toledo, e estava na Polícia Militar desde 2010. Ainda não se sabe se ele teve um surto psicótico ou algum outro problema psiquiátrico.

Nota da PM

A Polícia Militar está consternada e lamenta profundamente o ocorrido nas cidades de Toledo-PR e Céu Azul-PR. O policial militar que prestava serviços no 19º Batalhão em Toledo não tinha histórico de problemas psicológicos e atuava como motorista do Coordenador do Policiamento da Unidade.

Desde dezembro de 2020 a região conta com o apoio do programa PRUMOS, que disponibiliza atendimento psicológico aos militares, com profissionais contratados para atuar nas Organizações Policiais Militares.

Fonte e foto: Kelvin Polasso/Toledo News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *