Fomento Paraná tem recordes em contratos e empreendedores atendidos

Com 29.779 operações contratadas e R$ 315,8 milhões em recursos liberados de janeiro a novembro, para apoiar empreendimentos informais, MEis e empresas de micro e pequeno porte, o ano de 2020 entra para a história como o melhor em volume recursos contratados e de empreendedores atendidos nos 21 anos da Fomento Paraná.

“Foi um ano de grandes desafios e muitas transformações para a Fomento Paraná”, afirma o economista Heraldo Neves, diretor-presidente da instituição financeira do Estado. “Batemos todos os nossos recordes, consumimos pela primeira vez os limites de crédito oferecidos pelo BNDES, criamos novas linhas de crédito, novos fundos de aval, ampliamos o rol de parceiros e aprimoramos nossas plataformas de processamento de crédito”, detalha.

De acordo com o diretor, a urgência provocada pela incerteza diante da pandemia, com milhares de estabelecimentos com as portas fechadas, provocou uma enorme corrida ao crédito. “Naquele momento de incerteza, muitas instituições financeiras pisaram no freio, enquanto a Fomento Paraná, convocada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, se colocou como uma alternativa, mesmo diante de todas as limitações de estrutura e volume de recursos”, lembra. “E não foi fácil. Nossa equipe analisou mais 60 mil propostas desde 27 de março. É mais de dez vezes o número de contratos firmados em 2019. Muita gente ficou pelo caminho, os quase 30 mil aprovados nos enchem orgulho.”

PARANÁ RECUPERA – O destaque do ano foi a linha Paraná Recupera, criada com recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico – FDE, reforçados por aportes do Tesouro Estadual. Os empréstimos de até R$ 6 mil, parcelados em três vezes, com juros reduzidos e análise de crédito facilitada, apenas com aval do empreendedor ou sócio, prazo de carência de até um ano e até 24 meses para pagar, tiveram 23.283 operações aprovadas somando R$ 120,2 milhões liberados.

Uma variação dessa linha foi criada para atender transportadores escolares e do segmento de turismo, que foram muito afetados pela paralisação das atividades. A linha Paraná Recupera – Transportes já teve 943 beneficiados, que receberam R$ 8,1 milhões até novembro.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *