Após pressão popular grupo de vereadores de Francisco Beltrão desiste de contratar assessores

A pressão popular que os vereadores de Francisco Beltrão sentiram na última semana, mostra como será o futuro dos candidatos e políticos que ocupam cargos públicos no Brasil. O fato é que a população da cidade não gostou nada de um projeto apresentado na última semana e protestou até que a grande maioria dos vereadores desistisse de seguir com o projeto a diante.

O projeto de lei de todos os vereadores trazia como tema principal a criação de cargos de Assessor Legislativo e Assessor Jurídico da Câmara. De acordo com a proposição, cada vereador teria direito a um Assessor Legislativo, totalizando treze no total. A vaga para Assessor Legislativo seria de livre escolha e nomeação do Presidente por indicação de cada vereador, e a remuneração básica seria de R$ 5.547,80.

Para o cargo de Assessor Jurídico era proposta uma vaga para toda a Casa de Leis e a remuneração básica seria de R$ 8.895,48. A segunda votação do projeto estava prevista para acontecer na sessão da próxima segunda-feira, dia 21 de fevereiro, porem nove vereadores desistiram e decidiram por arquivar o projeto após a pressão popular dos últimos dias. A decisão foi publicada em uma nota nas redes sociais da entidade, veja:

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO
Está tramitando na Câmara de Francisco Beltrão um Projeto que prevê a criação de cargos de assessores para os vereadores. No entanto, sentimos que existe um clamor da sociedade organizada e da população de Francisco Beltrão que este não é o momento ideal para o aumento da estrutura funcional do Poder Legislativo.

Mesmo entendendo que para atender a população de quase 100 mil habitantes se justificaria ter um contingente maior de pessoas para dar o devido suporte e para suprir as demandas, também entendemos que, ainda vivemos uma pandemia e que a nossa economia levará um bom tempo para ser restabelecida.
Temos um Poder Legislativo que é exemplo para o Brasil em economicidade e continuaremos seguindo este caminho, economizando os recursos públicos para que possam ser mantidos os investimentos nos mais diversos setores que beneficiem diretamente a nossa população.

Após fazer uma profunda análise sobre a viabilidade do projeto neste momento. Após ouvir a população que nos elegeu e termos ciência que no momento o povo é contrário a aprovação do projeto citado, por isso sugerimos o arquivamento.

Ao tomarmos esta decisão, estamos atendendo o clamor da população beltronense, pois temos a certeza que é de suma importância ouvir e respeitar a decisão do povo. Ao mesmo que, respeitamos o posicionamento dos vereadores que são favoráveis à matéria.

Quintino Girardi(PSC), Silmar Gallina(PSDB), Ronaldo BIzotto(PSC), Pedro Tufão Filho(PSL), Junior Nesi(PSDB), Policial Oberdan(PSDB), Jean Emiliano(MDB), Tiago Corrêa(PSDB) e Tupy Prolo(PP).

Francisco Beltrão, 18 de fevereiro de 2022″

Fonte e foto: Portal RBJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *