Amsop debate continuidade do combate ao coronavírus com prefeitos eleitos

Uma reunião online promovida pela Comissão de Saúde da Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná) na manhã desta terça apresentou o panorama da expansão da Covid-19 na região e discutiu a continuidade do combate à doença. O principal objetivo é subsidiar prefeitos eleitos e os futuros secretários de saúde para a transição, especialmente na manutenção de medidas de enfrentamento ao coronavírus.

“Este é um ano desafiador para os gestores e a pandemia não vai acabar na virada do dia 31 de dezembro para 1º de janeiro. Por isso é importante que os eleitos tenham ciência do que já foi feito e do que ainda pode ser realizado visando manter medidas que contribuam para reduzir o contágio da Covid”, destacou o prefeito de Bom Jesus do Sul, Cezar Bueno, presidente da Comissão de Saúde. Dos 42 municípios do Sudoeste, 32 terão novos prefeitos a partir de janeiro.

Representantes de órgãos regionais que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus, como o Hospital Regional, Samu, ARSS, Conims, Regionais de Saúde e conselho de secretários de Saúde, também participaram do encontro online, além do presidente da Amsop e prefeito de Salto do Lontra, Maurício Baú.

A região já soma 19 mil casos e 214 mortes pela doença, segundo levantamento semanal da Amsop. Um dos pontos que mais preocupa os gestores da área é a quantidade de casos ativos (pessoas com diagnóstico positivo e em recuperação). Outra questão levantada pelos representantes da saúde é a dificuldade de encontrar profissionais para trabalhar, o que dificulta a abertura de novos leitos diante do aumento da lotação nos hospitais da região.

“As pessoas precisam entender que devem continuar usando máscara em qualquer ambiente – e da forma correta –, mantendo o distanciamento, higienizando as mãos e evitando encontros desnecessários. Precisamos dessas atitudes básicas para frear o contágio e reduzir o número de pessoas que evoluem para um quadro mais grave”, ressaltou Nádia Zanella, da 8ª Regional.

Bueno destacou também que atividades essenciais e o comércio e indústria podem ser mantidos, mas sempre observando as medidas de prevenção de forma rigorosa. Nas últimas semanas, a Comissão vem se reunindo para avaliar a evolução da doença após a indicação de que haveria uma nova explosão de casos. Medidas e orientações têm sido repassadas às prefeituras para conter o avanço do coronavírus na região.

Fonte e foto: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *