Tempestade deixa rastros de destruição no Sudoeste

quarta-feira, 01 julho 2020 | 08:57 AM

Forte tempestade ontem atingiu os municípios da região Sudoeste do Paraná. As rajadas de vento variaram de 47 a 57 quilômetros por hora, conforme dados das estações meteorológica do Simepar na região. Houve destelhamento de residências e empresas, quedas de árvores e galhos sobre imóveis e rodovias. O temporal caiu entre o final da manhã e início da tarde.

Em Ampére o Corpo de Bombeiros registrou a queda de aproximadamente 20 árvores na cidade e também na PR 182. Alguns trechos da rodovia ficaram bloqueados parcialmente. Os agentes do CBC fizeram a limpeza. Também algumas casas e empresas ficaram destelhadas. Foram entregues pela Defesa Civil 150 metros de loja para atender as pessoas.

Todo município ficou sem energia elétrica. Era por volta das 12h45 quando ocorreu a queda e o fornecimento foi restabelecido por volta das 0h40 desta quarta-feira, 1º de julho. A Copel ainda trabalha para resolver problemas em alguns pontos dos perímetros urbano e rural.

Em Francisco Beltrão muitos galhos de árvores foram arrancados. Em questão de poucos minutos choveu aproximadamente 10 mm no município. O Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil constataram quedas de quatro árvores e de galhos nos bairros Cango, Presidente Kennedy (em frente à Delegacia de Polícia) e no Vila Nova. Equipes da Defesa Civil, Secretaria de Meio Ambiente e do Corpo de Bombeiros atuaram para remover os galhos e árvores do leito das ruas. Conforme a Defesa Civil, três casas tiveram pequenos danos nos telhados.

Na cidade de Realeza a tempestade foi forte também. Materiais de um prédio em construção na Avenida Bruno Zuttion, no Centro, caíram sobre a agência da Caixa Econômica Federal, que fica ao lado. Estes materiais teriam atingido, também, algumas casas próximas. A tempestade arrancou árvores e quebrou galhos no perímetro urbano. A Defesa Civil começou, de tarde, o levantamento dos prejuízos no município. Ainda em Realeza, árvores que ficam próximas de um posto de combustível na PR 182 também teriam sido arrancadas.

Nas rodovias
Árvores e galhos caíram sobre a pista das rodovias PR 483-182, entre Francisco Beltrão-Ampere, na PR 180 entre Marmeleiro e Campo Erê (SC), PR 180 entre Beltrão e Dois Vizinhos, PR 281 entre Dois Vizinhos e Salto do Lontra, na BR 163, e em pelo menos dois trechos da PR 280 entre Mariópolis e Palmas.

A tempestade durou aproximadamente 15 minutos, com chuva, ventos e rajadas de vento. Em Francisco Beltrão, das 11h às 14h, choveu 32,6 mm ao longo do dia. Em Dois Vizinhos a precipitação chegou a 23,4 mm; na Usina Baixo Iguaçu, em Capanema, 33,6 mm. Os dados são das estações meteorológicas do Simepar e Inmet e foram repassados por Antoninho Fontanella, do Deral-Seab. Em Capanema a rajada de vento chegou a 56,9 km/hora e a velocidade do vento a 31 km/hora às 13h; Francisco Beltrão, rajada de 55,4 km/hora e vento de 31,7 km/hora às 13h; Pato Branco, rajada de 47,9 km/hora e velocidade do vento de 29,9 km/hora às 13h; e Palmas, rajada de 56,5 km/hora e velocidade de 31,7 km/hora.

Fonte: Jornal de Beltrão

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *