Renato Feder afirma ter rejeitado vaga no MEC

segunda-feira, 06 julho 2020 | 08:48 AM

O secretário estadual da Educação, Renato Feder, usou as redes sociais neste domingo (5) para afirmar que rejeitou a vaga de ministro da Educação. Feder pontuou que conversou com o presidente da República, Jair Bolsonaro, na última quinta-feira (2), ocasião em que foi convidado para a vaga.

“Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação”, declarou Feder.

O secretário ainda utilizou as redes sociais para confirmar que deixou o comando da Multilaser (empresa do setor de tecnologia) desde 2018, além de não ser filiado a qualquer partido político e também negou a divulgação de livros com ideologia de gênero pela Secretaria da Educação e do Esporte do Paraná durante sua administração.

O secretário ainda reforçou que mudou de opinião sobre a privatização do ensino público e a extinção do Ministério da Educação, apontando que não tem mais essa visão. Em 2007, Feder escreveu ao lado de Alexandre Ostrowiecki o livro ‘Carregando o Elefante – como transformar o Brasil no país mais rico do mundo’, no qual defendeu essas questões.

“Tenho convicção de que a minha missão de vida é ajudar na educação do nosso país, sinto-me feliz fazendo esse trabalho e podendo devolver ao Brasil um pouco das bênçãos que recebi na vida”, salientou Feder em sua postagem.
Fonte: Paraná Portal – Foto: Agência Estadual de Notícias

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *