Prefeitura de Realeza cria centro emergencial de produção de EPIs

quarta-feira, 20 maio 2020 | 09:05 AM

A prefeitura Municipal de Realeza criou um Centro Emergencial de Produção de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). O local objetiva apoiar os trabalhos de superação da pandemia do coronavírus e suas consequências, através de uma iniciativa inovadora que está produzindo, jalecos, aventais, máscaras, dentre outros itens de proteção individual para servidores da área de saúde.

O objetivo nesse momento é fortalecer as ações de combate ao coronavírus, no que se refere à produção de EPIs para atender demanda no Município, solucionar e agilizar, principalmente, o problema de falta de fornecedores ou mesmo da demora na entrega dos produtos.

A Secretaria de Saúde de Realeza através de processo licitatório fez aquisição de 3.000 EPIs, mas devido à agravação da situação no cenário nacional, adotou como medida preventiva, na falta de equipamentos, confeccionar esse material no próprio município, fez aquisição de materiais como TNT, com gramatura adequada, tecidos 100% algodão e elásticos.

O projeto está instalado nas dependências do projeto Social Centro Juvenil Padre Ludovico Redin, tal projeto além de ser uma medida de combate ao coronavírus, possibilitou que o Município economizasse um valor expressivo, contribuindo também que as famílias dos funcionários envolvidos mantivessem suas rendas, haja vista que a maioria deles são terceirizados, e sem o referido projeto acabariam ficando sem parte de sua renda familiar.

O projeto tem produzido máscaras para os agentes de fiscalização municipal, para a Polícia Militar distribuir a população no momento de abordagem, caso o cidadão não esteja fazendo uso. Foram produzidas roupas de cama como lençóis, mantas e fronhas para equipar a Unidade Sentinela de combate ao covid-19 do Município. Porém, o foco principal esta sendo a confecção de EPIs para os profissionais da saúde.

Segundo a prefeitura, eles tem a capacidade  de manter uma produção de qualidade, valorizando o trabalho local. Toda produção esta sendo monitorada por profissionais qualificados. Pois é fundamental que as pessoas que estão produzindo estes materiais saibam exatamente como realizar o corte, o acabamento, os ajustes, para que os EPIs estejam dentro dos padrões de qualidade e proteção, garantindo assim a proteção dos profissionais que estão na linha de frente ao combate da guerra contra o avanço do coronavirus.

Fonte: Rádio Clube com assessoria

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *