Polícia Civil mantém operações especiais na fronteira

sexta-feira, 28 fevereiro 2020 | 14:10 PM

A Polícia Civil mantém equipes de operações especiais atuando na repressão de crimes e na proteção da região de fronteira na Costa Oeste do Estado. Desde outubro do ano passado, equipes integram ações de segurança por terra, água e ar.

O envio do efetivo atende a Operação Hórus, que é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública na região, e não tem prazo para terminar.

NO AR – O delegado-chefe do Grupamento de Operações Aéreas, Renato Coelho, diz que a contribuição do grupo com as aeronaves e equipes aerotáticas é pontual, em operações planejadas, e em que haja necessidade de apoio aéreo.

Em janeiro, o Grupamento de Operações Aéreas fez voos diários e em períodos específicos. Por ar, os policiais civis contribuíram para a apreensão de diversas caixas de cigarro e outros produtos de contrabando. “Assim, podemos trazer segurança para a população da região de fronteira””, afirma Coelho.

O delegado-adjunto do Grupamento de Operações Aéreas, Edward Figueira Ferraz, ressalta que durante a temporada de verão há mais fluxo de pessoas na região e, por isso, há atenção redobrada para a segurança pública. Além dos crimes de fronteira, as equipes aerotáticas estão atentas a arrastamentos e afogamentos.

Através do sobrevoo nas áreas de balneários da Costa Oeste, os agentes podem intervir em situações dessa natureza. Há aumento no número de pessoas que procuram passar momentos de lazer em águas doces das prainhas do Lago do Itaipu, bem como no Rio Paraná, na região Noroeste. Os policiais civis estão preparados para fazer resgates aquáticos e encaminhamentos hospitalares, se necessário.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *