Na Assembleia, maioria dos deputados é contra volta às aulas com pandemia

terça-feira, 04 agosto 2020 | 08:52 AM

A maioria dos deputados que se pronunciou sobre o assunto na sessão de hoje da Assembleia Legislativa se disse contrário à volta às aulas em setembro, como prevê a Secretaria de Estado da Educação. Para eles, não há como falar em volta às aulas presenciais enquanto o número de casos e mortes por Covid-19 segue crescendo.

Entre os parlamentares que expressaram essa posição estão Galo (Pode), Mabel Canto (PSC), Artagão Júnior (PSB), Tadeu Veneri (PT), Soldado Fruet (PROS), Subtenente Everton (PSL) e Professor Lemos (PT). “Paraná não tem condição. Essa sinalização causou muita preocupação na sociedade e na maioria dos deputados”, afirmou Artagão.

“Não há como se arriscar a vida de milhares de crianças, funcionários, professores e funcionários. Somos totalmente contrários à volta às aulas enquanto tiver pandemia”, afirmou Veneri. “Se é difícil controlarmos nossos próprios filhos, imagine um monte de crianças. Não temos meios humanos para isso. Enquanto não houver uma vacina não tem a menor possibilidade”, disse o Soldado Fruet. “Precisamos que o governo reavalie isso, porque não dá para anunciar a volta às aulas e não pode ser essa resolução, porque acaba jogando para os pais e os profissionais da educação toda a responsabilidade”, avaliou Lemos.

Diante da reação dos colegas, inclusive dos parlamentares da base do governo, o líder do governador Ratinho Júnior (PSD) na Casa, deputado Hussein Bakri (PSD), garantu que não há nada de definido sobre a volta às aulas. “Não vai ter volta às aulas enquanto o governador e a Saúde não decidir. Até porque também entendemos dessa forma. O governador não vai aceitar sem que sanitária seja superada”, assegurou.

Dados divulgados hoje pela Secretaria de Estado da Saúde apontam que número de crianças infectadas pela Covid-19 tem crescido consideravelmente no Paraná. As confirmações de casos somente em julho foram maiores do que dos quatro meses anteriores juntos. Dentre os casos confirmados, 1.640 foram apenas no mês de julho, mais de 56% do total, considerando os dados recebidos até sexta-feira (31).

Desde março quando houve a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Paraná, o Estado registrou, até julho, 2.908 casos e duas mortes em crianças menores de 12 anos.

Fonte: Portal Bem Paraná – Foto: Alep/PR

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *