Hospital Regional recebe aparelho de videolaparoscopia

sexta-feira, 08 novembro 2019 | 08:25 AM

Fale com a Rádio Ampére AM |

Ontem foi um dia de comemorações para a saúde pública de Francisco Beltrão e região. O Hospital Regional recebeu oficialmente o aparelho para cirurgias de videolaparoscopia, o CRE os novos aparelhos para exames de oftalmologia e tomografia e o Hospital do Câncer/Ceonc a autorização para iniciar as sessões de radioterapia. Todos estes serviços serão prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

No Hospital Regional Dr. Walter Pécoits estiveram reunidos médicos, secretários municipais de Saúde, a diretora do HR, Cíntia Ramos, prefeitos, entre eles o presidente da Associação Regional de Saúde do Sudoeste (ARSS), mantenedora do CRE, Helton Pfeiffer, e o ex-deputado federal Assis do Couto.

Verba pública
Assim como na entrega dos equipamentos ao CRE, no Hospital Regional não foi diferente: homenagens a Assis do Couto por ter conseguido os recursos financeiros do Governo Federal para investir na casa de saúde. A verba de R$ 1,2 milhão foi destinada ao Fundo Estadual de Saúde e dali para o HR.

Cíntia Ramos disse que com este equipamento o HR se equipara aos grandes hospitais, como o Sara Kubitschek (Brasília), Sírio Libanês e Albert Einsten (São Paulo), que têm equipamentos como o disponibilizado para o corpo clínico do HR.

Com este aparelho poderão ser feitas cirurgias minimamente invasivas, isto é, praticamente sem cortes, nas áreas de cirurgia geral, ginecologia, ortopedia e urologia e exames de colonoscopia (intestinos) e endoscopia (esôfago e estômago). “Tudo isso vem pra qualificar os serviços”, salientou Cíntia.

O corpo clínico vem sendo treinado pela empresa fornecedora dos equipamentos. Nesta semana será realizada a primeira cirurgia, na área de urologia. Em seu discurso, Cíntia enfatizou, diante de Assis do Couto, que “nós queríamos agradecer enormemente o seu esforço”.

Maria Izabel Cunha, diretora da 8ª Regional de Saúde, agradeceu a Assis por sua sensibilidade com a saúde pública e à população. “É um dinheiro muito bem empregado na resolutividade dos serviços. Ela disse que há necessidade de fortalecer os atendimentos e resolver vários tipos de atendimentos na própria região. Lembrou que há uma demanda grande para cirurgias urológicas.

Menos viagens
O médico Mário Martins destacou que na cidade, “o Hospital Regional sempre foi um hospital de ponta, a gente fica feliz em ter condições de trabalhar ainda melhor. Ter um aparelho desses aqui é evitar que os nossos pacientes tenham que ir a Curitiba”. O médico Leonardo Aranha também discursou e agradeceu ao ex-deputado “por ter esta visão técnica e regional, essa visão é muito importante pra nós”.

Helton Pfeiffer, prefeito de Salgado Filho e presidente da ARSS/CRE, também parabenizou Assis. “Hoje a gente vem aqui pra fazer uma grande comemoração, no Hospital Regional como no CRE. É isso que vale a pena realmente. É isso que faz o deputado Assis seja especial pra nós”.

O ex-deputado, ao se pronunciar, disse que poderia ter optado por fazer uma “rachadinha”, contemplando os municípios com recursos das emendas ao Orçamento do Governo Federal. “Talvez se tivesse feito isso talvez teria sido reeleito”, brincou. Mas acrescentou que “eu vi que isso não teria tantos resultados”. E acrescentou que “essa é uma história de longa data que hoje se concretiza”.

Assis disse que o novo equipamento “é fundamental. Muita gente precisa ir a Curitiba. O Sudoeste é longe da capital, 500 quilômetros, se pegar Capanema dá 600 quilômetros. Colocar paciente num micro-ônibus ou van pra ir a Curitiba é um crime”.

Mas ainda há pessoas que são encaminhadas para fazer consultas com médicos na capital, depois voltam para a cirurgia, ficam internadas, retornam para a região e têm de retornar para o pós-operatório. “O que teria que ir pra Curitiba é o que o Hospital Regional não pode atender”, defendeu.

Depois dos discursos, as autoridades receberam informações sobre o equipamento e suas funções. A luta, de agora em diante, será pela ampliação do HR e a implantação do serviço de hemodinâmica.

Fonte e foto: Jornal de Beltrão

Compartilhar

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *