Governo vai contratar 435 profissionais para hospitais universitários

quarta-feira, 17 junho 2020 | 15:43 PM

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou a contratação de 435 agentes universitários para compor os quadros técnicos dos hospitais universitários de Londrina, Maringá e Cascavel. Os profissionais vão reforçar o atendimento nas alas destinadas exclusivamente ao tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Entre os profissionais que serão chamados estão médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, técnico em radiologia, farmacêutico, psicólogo, nutricionista, assistente social e técnico administrativo.

O processo seletivo para a contratação será divulgado nos sites das universidades e os selecionados atuarão nos hospitais por um período de seis meses. No total, o Governo do Estado vai investir cerca de R$ 31 milhões com os novos profissionais.

“Os hospitais universitários são referências nas suas regiões e em todo o Paraná. Anunciamos novos equipamentos, leitos e os profissionais vão completar essas estruturas modernas que vão ficar para as universidades”, afirmou Ratinho Junior. “É um esforço conjunto do Governo do Estado para atender as demandas da população”.

O superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona destacou a importância dos hospitais universitários para a estrutura de saúde do Paraná. “Essa autorização é mais uma prova da prioridade que o governador tem dado no atendimento das demandas da área da saúde para combater a propagação do vírus e o tratamento da doença”, acrescentou. “A ação possibilita que os HUs possam utilizar os novos leitos autorizados pelo Governo do Estado, completando o ciclo da ampliação da capacidade do atendimento”.

Serão contratados 190 profissionais para o Hospital Universitário da UEL, 128 para o HU da UEM e 117 para o HU da Unioeste. A contratação possibilita a ampliação imediata de 234 leitos de internação hospitalar, 144 leitos de UTIs, além da implantação de alas exclusivas de Pronto Atendimento para pacientes com síndromes gripais e respiratórias.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *