Governo do Estado prepara força-tarefa de combate à dengue

quinta-feira, 12 dezembro 2019 | 15:59 PM

Fale com a Rádio Ampére AM |

O Paraná prepara para a próxima semana o lançamento de uma força-tarefa de combate à dengue em todo o Estado. As ações foram definidas nesta quinta-feira (12) em reunião no Palácio Iguaçu entre o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, e os demais integrantes do secretariado, autarquias e empresas públicas estaduais. Está previsto a criação de um grupo permanente contra a proliferação da doença.

A ideia, explicou Guto Silva, é mobilizar todo o governo em uma grande campanha de orientação e prevenção, além de atividades como palestras informativas e ações de campo em busca de criadouros em todos os municípios. “Fazer com que a informação chegue ao maior número de paranaenses possíveis, numa verdadeira guerra contra a dengue”, afirmou.

O mutirão contará com professores e alunos da Rede Estadual de Ensino, profissionais da saúde e agentes de segurança pública, além de funcionários da Sanepar e Copel. O objetivo é disseminar em todo o Paraná informações de combate ao mosquito Aedes aegypti para a população.

“O Governo do Paraná está unido no combate contra a dengue. Podemos ter uma grande epidemia da doença, o que nos coloca em alerta total, buscando a prevenção”, disse Beto Preto, secretário estadual da Saúde. “Queremos alertar a comunidade paranaense para a gravidade do assunto. Convocá-la para entrar em campo nesta luta contra a dengue”, acrescentou.

BOLETIM – O momento é preocupante porque, de acordo com o mais recente boletim semanal epidemiológico divulgado na terça-feira (10) pela Secretaria de Estado da Saúde, o Paraná registra 2.631 casos confirmados, 762 a mais que na semana anterior. O montante é 2.500% superior ao mesmo período do ano passado, aponta a secretaria.

O caso que requer maior atenção é do município de Nova Cantu, na região Centro-Oeste. A cidade, com cerca de 7 mil habitantes, tem 283 casos de dengue e duas mortes confirmadas. “É um número preocupante, muitas cidades vivem epidemia de dengue, e só com a participação da população vamos reduzir esses casos”, disse Beto Preto.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

Compartilhar

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *