Famílias de Mariópolis recebem as chaves da casa própria

sexta-feira, 13 março 2020 | 09:20 AM

Trinta e sete famílias da Mariópolis, no Sudoeste do Estado, receberam nesta quinta-feira (12) as chaves da casa própria. A entrega foi feita por representantes da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Caixa Econômica Federal e da prefeitura do município. A construção do Residencial Mariópolis II recebeu R$ 2,8 milhões de investimentos, recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), em um trabalho integrado entre os três níveis do Poder Executivo.

As moradias foram destinadas a famílias que possuem renda mensal de R$ 1.450 a R$ 3.750. Há dois modelos de casas, de 38 e 43 metros quadrados, além daquelas de 50 metros quadrados adaptadas para pessoas com deficiência. Todas são compostas de dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

O presidente da Cohapar, Jorge Lange, explica que há uma forte concentração de investimentos em habitação por parte do Governo do Estado, em parceria com a União. “Este trabalho conjunto permite que a gente possa levar para a população paranaense moradias dignas e diminuir a quantidade de pessoas que ainda não têm casa própria”, destacou. Ele acrescentou que a parceria com os municípios é fundamental para viabilizar esses projetos.

SUBSÍDIOS – O empreendimento tem contrapartidas do Governo do Estado por meio da Copel e Sanepar, que instalaram as redes de energia elétrica, água e esgoto. A Cohapar foi responsável pela elaboração do projeto construtivo, fiscalização das obras e a contratação da construtora responsável.

A Prefeitura de Mariópolis doou as áreas para a construção das unidades habitacionais e executou obras de terraplanagem, além da infraestrutura no entorno do empreendimento. “É um conjunto habitacional com infraestrutura completa, que acomoda os moradores com conforto, gera desenvolvimento em diversas áreas para o município como, por exemplo, a construção civil”, disse o prefeito Tobias Gheller.

Os recursos federais, estaduais e municipais aplicados no projeto reduziram os valores a serem financiados pelos beneficiários. As famílias terão prazo de 30 anos para a quitação do imóvel, com prestações mensais a partir de R$ 385.

Fonte e foto: Agência Estadual de Notícias

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *